Babel-Azza aposta na recuperação e elimina palavra crise

Julio Anguita está otimista com a integração das operações e espera conquistar novos anunciantes

“Eliminamos a palavra crise da agência. Estamos trabalhando bastante e em um caminho muito legal”. É assim que Julio Anguita define a fase da Babel-Azza, operação que acaba de nascer, após negociação de seis meses entre as duas empresas que formam o nome da empresa. Anguita, que veio da Babel, agora divide a sociedade e direção da agência com Mónica Blatyta e Danilo Moraes, originais da Azza.

Divulgação

Para o publicitário, depois de tempos difíceis, o mercado já dá sinais de que está retomando a atividade, embora algumas pessoas acreditem em uma recuperação só a partir do segundo semestre deste ano. “Recebemos convites de três anunciantes para fazer apresentações. Dois deles foram motivados pela junção das agências”, conta. Anguita não revela quem são os prospects, mas acredita que, em algumas semanas, terá boas notícias para contar e novas contas para divulgar.

O executivo se mostra otimista com a soma das operações. A integração da equipe começou a ser realizada no Carnaval. “Ficamos surpresos com a sinergia dos dois grupos. Há uma complementariedade entre as equipes”, fala.

A junção foi importante, entre outras razões, para acrescentar expertise às antigas operações. “Demos um passo importante no digital”, afirma Anguita.

A equipe agora é formada por cerca de 70 pessoas, mas vêm contratações por aí. “Eu estou pessoalmente empenhado em reforçar nossa área de mídia”, explica. Anguita afirma que, por enquanto, procura um profissional para liderar a equipe e, então, vão trabalhar juntos para estruturar a área. A intenção é fazer a empresa estar mais preparada para o trabalho de mídia on e offline. “Uma estrutura nacional e independente como a nossa faz sermos procurados por clientes que estão entrando agora no mundo do marketing também”, diz Anguita.

O profissional destaca a característica complementar dos três sócios da Babel-Azza. “Danilo é essencialmente criação. Mónica tem muita facilidade com o financeiro e a administra a equipe de atendimento. Quando ela está na linha de frente, os clientes têm um conforto porque tem uma senioridade. E eu cuido de new business e vou estruturar melhor a área de mídia. São três bichos diferentes e montamos uma trinca muito boa”, fala Anguita.

A agência ser tocada por profissionais com larga experiência de mercado é, segundo o sócio, uma das vantagens da nova operação. “Sendo crítico, hoje existem empresas muito empolgantes, muito empolgadas até, mas que não são muito estruturadas. Não dá para entrar na sala e propor ao cliente coisas que não se entende ou que nunca se fez”, conclui.

Hoje a Babel-Azza tem entre seus clientes Land Rover, Jaguar, Aché Laboratórios e Banco Safra.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações