Anunciantes contestam práticas de agências no Reino Unido

Entidade que representa marcas como Coca-Cola pede maior transparência

Um grupo de grandes anunciantes britânicos intensificaram uma campanha para introduzir maior transparência sobre como seus orçamentos de mídia são gastos por agências de publicidade. Os principais alvos são agências que fazem parte dos grupos WPP, Publicis e Omnicom.

A Isba (Sociedade Incorporada de Anunciantes Britânicos), associação setorial que reúne empresas com orçamentos de comunicação e marketing por volta de 10 bilhões de libras esterlinas, alertou que as agências de mídia vêm lucrando cada vez mais com práticas comerciais polêmicas que não são bem explicadas aos clientes.

Entre os anunciantes representados pela entidade estão marcas como Coca-Cola, Unilever e a grife Burberry.

A iniciativa da associação no Reino Unido acontece seis meses depois que sua homóloga nos Estados Unidos também mostrou preocupação com o dinheiro que as agências de mídia ganham em cima de seus gastos em publicidade e os descontos concedidos pelos meios de comunicação que não são divulgados e nem repassados ao cliente.

Segundo dados divulgados pela Isba, apenas seis grupos de agências – WPP, Publicis, Omnicom, IPG, Dentsu-Aegis e Havas – controlam a imensa maioria dos investimentos mundiais em mídia. 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações