Atrizes de Hollywood encabeçam campanha contra assédio sexual

Movimento Time’s Up teve anúncio no New York Times e já arrecadou US$ 13 milhões

O primeiro dia de 2018 foi a data escolhida por artistas da indústria cinematográfica para um manifesto contra o assédio sexual no ambiente de trabalho. Uma carta aberta publicada em página inteira no jornal The New York Times nesta segunda-feira trouxe reivindicações em favor da igualdade de oportunidades e mais representatividade no mercado de entretenimento. 

A campanha busca arrecadar fundos para custear processos judiciais e dar apoio às vítimas de assédio, e já recebeu apoio e incentivo de celebridades como a diretora Shonda Rhimes e das atrizes Meryl Streep, Emma Stone e Natalie Portman. Até o momento, já foram arrecadados US$ 13 milhões dos 15 milhões previstos. A receita será administratada pela National Women’s Law Center, nos Estados Unidos.

O projeto Time's Up é encabeçado por movimentos sociais e organizações sem fins lucrativos dos Estados Unidos, como a Feminist Majority Foundation, Civican e We for She. No site da iniciativa, os autores explicam que buscam dar um basta “no silêncio, na espera e na tolerância à discriminação, assédio e abusos” no local de trabalho.  

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações