Dolly utiliza as mesmas crianças para recriar campanha icônica de Páscoa

Lançado há 10 anos, comercial original chegou a ser suspenso pelo Conar

Reprodução

A Dolly acaba de publicar um remake de seu famoso vídeo de Páscoa lançado há 10 anos. Na época, os filhos de 3 e 7 anos de Laerte Codonho, dono da marca, interagiam com o personagem Dollynho vestidos de coelhos.

O comercial chegou a ser suspenso pelo Conar por usar crianças sugerindo consumo, mas foi posteriormente liberado pelo órgão. No entanto, a música com teor emotivo e a produção temática (e aparentemente de baixo orçamento) tornaram a produção um meme e ícone da internet.

A versão de 2019 traz os agora adolescentes recriando suas falas e já vem causando burburinho nas redes. Confira abaixo o remake e a versão original:

Todas as famosas campanhas publicitárias de Dolly são criadas pelo próprio Codonho. O empresário já afirmou em entrevistas que o personagem Dollynho é inspirado nos Teletubbies e que está à frente das estratégias de comunicação da empresa porque no começo não tinha dinheiro para pagar uma agência ou produtora especializada.

Os comerciais da Dolly são famosos por trazerem jingles diferentes para datas do varejo, como Dia das Mães e dos Pais, e por seu visual característico que abusa de recursos como sobreposição de imagens e elementos gráficos. Relembre alguns:

Em 2018, a Dolly entrou com pedido de recuperação judicial após ter seus bens congelados com a prisão de Codonho por sonegação de impostos. Ele afirma ter sido vítima de armadilha arquitetada pela Coca-Cola. A gigante americana, por sua vez, nega qualquer envolvimento com o processo.

 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações