Nike prioriza Brasil na estratégia para futebol feminino

Além de receber pela 1ª vez uniforme específico, país será pioneiro no treinamento gratuito para amadoras

O conceito Dream Crazier, lançado pela Nike recentemente para ressignificar a dita “loucura” das mulheres no esporte, será ampliado no Brasil. Nesta quinta-feira (4), a companhia aproveitou o lançamento do uniforme oficial da seleção feminina de futebol para a Copa do Mundo e apresentou uma série de incentivos a modalidade no país.

Divulgação/ CBF

 Pela primeira vez desde 1996, quando a Nike passou a apoiar a seleção brasileira feminina , a companhia desenvolveu um uniforme específico para as necessidades das atletas. Para marcar o momento histórico, a Nike anunciou também a plataforma Nike FC, em parceria com Emily Lima, treinadora do time feminino do Santos. No projeto único em todo o mundo, mulheres poderão se inscrever para os treinos promovidos gratuitamente pela marca no parque do Ibirapuera, semanalmente, em São Paulo. Uma vez por mês, as participantes poderão ter a oportunidade de treinar no estádio do Pacaembu.

Por pouco mais de 40 anos a prática do futebol foi proibida no Brasil. Com a ação, a Nike espera contribuir para que mulheres sejam livres e tenham acesso ao esporte. E como forma de democratizar o esporte para todos os tipos de perfil, a empresa esportiva anunciou também a chegada da Nike Premier Cup 2019 para o futebol feminino. O tradicional torneio voltado para categoria de base terá pela primeira vez a participação de oito equipes de jovens sub 17 anos. A competição acontece de 5 a 12 de maio.

“A gente está disposto a mudar a percepção da mulher no esporte. Vamos fazer isso em todas as modalidades, mas começamos pelo futebol pelo que ele representa, que ainda é muito alicerçado no patriarcado. E já que fomos proibidas de jogar por 40 anos, a gente precisa mudar essa realidade agora. Não tem porque reclamar que não tem treinadora, que nas escolas tem não futebol, que falta segurança, faltava quadra. Sempre tivemos tantas barrreiras que nossa obrigação é tentar resolver a questão”, falou ao PROMARK, Martina Valle, diretora da Nike para mulheres.

O pontapé inicial do novo projeto da Nike aconteceu nesta quinta-feira mesmo, quando mais de 80 mulheres fizeram o primeiro treinão lideradas por Emily no Pacaembu. Já para as mulheres de alto desempenho, o destaque ficou por conta do novo uniforme, que foi desenvolvido e pensado nos últimos três anos.

Disponível na tradicional amarelo canarinho, a camisa também ganhou versão azul estampada com constelações, em alusão às estrelas da equipe. Na parte interna da peça, na altura da nuca, também foi estampada a frase “Mulheres Guerreiras do Brasil” para lembrar às atletas e torcedoras a essência das mulheres. “A constelação também representa a união das mulheres, que juntas estão fazendo história no futebol feminino”, completou Martina.

 Confira mais detalhes do projeto na próxima edição do PROPMARK, que traz entrevista com Martina Valle.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações