Pandora extingue cargo de presidência no Brasil

Rachel Maia deixa o cargo; operação passa a fazer parte da América Latina

A executiva Rachel Maia acaba de deixar a presidência da  joalheria  Pandora no Brasil após nove anos de companhia.  Segundo a marca, a partir de agora, as operações brasileiras passam aa fazer parte da unidade mercados emergentes na América Latina.

Vale lembrar que em dezembro de 2017 Rachel foi eleita pela revista Forbes como uma das 40 mulheres mais poderosas e influentes do Brasil. Sob a gestão da executiva, a empresa deu um salto de expansão e passou de duas a 98 lojas no país. 

Divulgação

Confira o comunicado da Pandora na íntegra:

Nos últimos anos construímos um time forte e um negócio promissor no Brasil. E assim como vários outros mercados em crescimento na América Latina, o mercado brasileiro oferece oportunidades de expandir nossa posição como marca e crescer ainda mais rápido.

Agora, para assegurar que perseguiremos essas oportunidades de crescimento da melhor forma possível, fazemos algumas mudanças na estrutura organizacional.

O Brasil será integrado ao cluster de Mercados Emergentes / Emerging Markets (LatAm) e construiremos uma organização mais forte e conectada na região. Trabalhar em um único cluster nos possibilitará alavancar nossas fortalezas em todos os mercados da região e perseguir as oportunidades de crescimento mais efetivamente.

Com essas mudanças a posição de General Manager será extinta no Brasil e desta forma Rachel Maia deixará a companhia hoje.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações