Renase assina convenção Bosch Service e aumenta expertise em fretamento

Tendência de eventos em navios deve crescer, segundo Abremar e MSC Cruzeiros

Divulgação

Organizar eventos não é fácil. Organizar eventos para milhares de pessoas, vindas de diferentes países, a bordo de um navio, muito menos. Fazer isso três vezes para o mesmo cliente, que aumenta a barra a cada vez, menos ainda. E foi justamente esse um dos desafios da Renase este ano.

No final de fevereiro, a agência assinou uma convenção em alto mar para a Bosch Service. A empresa recebeu donos de mil oficinas Bosch Services do Brasil, Argentina, Chile, Equador e Colômbia com seus familiares para uma convenção no MSC Música, da MSC Cruzeiros. O vídeo com bastidores e o resultado foi publicado na última quinta-feira (15) nas redes sociais da agência.

Esse foi o terceiro fretamento para a empresa e o quinto da Renase nos últimos seis anos. O primeiro foi uma convenção de Páscoa para a Lacta, em 2012, a bordo do Costa Pacífica; o segundo, para a Bosch Service, no MSC Magnifica; e o terceiro, para a Mondelez, também convenção de Páscoa, no MSC Preciosa, e o quarto para a Mary Kay, no mesmo navio.

De 25 de fevereiro a 1º de março, a convenção Rota de Excelência reuniu cerca de 2.300 pessoas, entre donos de oficinas e familiares, em um roteiro por Ubatuba e Ilhabela. O embarque e o desembarque foram no Píer Mauá, no Rio de Janeiro.

Divulgação

A logística feita pela agência envolveu desde o transfer até o uso do VLT na cidade, passando por ônibus de excursões saídas de alguns locais do Brasil. Colaboradores da Renase receberam os passageiros nos aeroportos, hotéis (como o Prodigy Santos Dumont, que teve lotação máxima para a ocasião) e os acompanharam até o navio. Para o VLT, por exemplo, os passageiros receberam bilhetes prontos para uso no transporte.

No dia do embarque, a agência fez um pré-evento no Píer Mauá. O local foi personalizado, com áreas separadas para credenciamento e check-in, espaços decorados para fotos, ilhas com snacks em parceria com a Bauducco, além de bebidas, música e brincadeiras para entretenimento.

Apesar de um cronograma bastante rígido, o embarque depende de uma série de questões, como desembarque anterior e autorizações da Polícia Federal e da Anvisa. Por isso a Renase organizou o pré-evento de forma a adiantar os trâmites de credenciamento e check-in, otimizando o tempo no píer. A decisão deu resultado e, antes do previsto, os passageiros já estavam dentro do navio.

Divulgação

Rodrigo Stocco, sócio-diretor da Renase, lembra que o namoro com a Bosch Service começou por acaso, depois de a marca ver um post da agência no Facebook e fechar a parceria após concorrência. A empresa é a segunda cliente da agência e já teve diversos eventos assinados pela Renase. O mesmo acontece com outras empresas, em que a agência já fez diferentes tipo e tamanhos de trabalho. “Em 2017, fizemos 832 eventos, desde cafés da manhã para dez pessoas. Fazemos tudo, realização, logística, cenografia”, comenta Stocco.

Divulgação

Feliz com os resultados deste evento, Camila Loureiro, chefe de comunicação da Bosch, explica que a convenção é bem tradicional na empresa e acontece há pelo menos 15 anos. “Temos uma rede de oficinas mundial. É a primeira vez que reunimos em uma convenção clientes da América Latina. É uma convenção de negócios, para falar de tendências e produtos. Nós reforçamos muito as duas marcas, de Bosch Service, que é o conceito de oficina, e a de produtos Bosch, que é que o consumidor encontra nas oficinas. Como fabricantes, nos preocupamos que os nossos credenciados acompanhem e estejam aptos para todas as novas tecnologias. Aproveitamos também para ter parceiros e desenvolvedores juntos”, conta.

Divulgação

A executiva reforça que o investimento para a rede é de extrema importância para a companhia. O uso do budget tem bastante foco em inovação, tecnologia, comunicação, treinamentos e palestras. “A convenção é um dos pilares, mas temos uma série de pontos para que tudo encaixe e faça sentido. Dedicamos muito do nosso budget para que a rede esteja capacitada.”

Navio à vista
Segundo o IVC/Lacte, o mercado de viagens corporativas movimentou R$ 78,1 bilhões em 2016, sendo que 25% da receita dos prestadores de serviços deste mercado vieram de eventos corporativos. A modalidade de convenções ou eventos em navios está se destacando.

O fretamento de um navio para cerca de 3.500 pessoas, incluindo toda a estrutura do evento, alimentação, hospedagem, entretenimento e logística custa cerca de US$ 9 milhões, segundo Stocco. O executivo destaca que, para os clientes, o fretamento é interessante também pelo quórum nas atividades da programação por ter menos dispersão do grupo.

Palco da convenção da Bosch Service, a MSC Cruzeiros confirma essa tendência e vê o fretamento corporativo no Brasil como algo estratégico e em crescimento ano a ano. Segundo uma pesquisa da Abremar (Associação Brasileira das Empresas Marítimas), o setor de cruzeiros movimentou R$ 1,607 bilhão na temporada 2017. Apesar de menos navios e viajantes no Brasil, a ocupação de cabines teve um aumento de 29%. O estudo também mostra que 61,9% dos entrevistados não substituiriam cruzeiro por resorts ou hotéis de luxo. A temporada 2018/2019 deve intensificar isso, uma vez que serão inseridos 16 navios no setor, com um investimento de US$ 8,4 bilhões, 25% a mais que em 2017, ainda de acordo com a Abremar.

Divulgação

Segundo Ignacio Palacios, diretor comercial e de revenue da MSC, a temporada que está acabando trouxe um incremento de 40% em cabines. “Estamos sentindo que o segmento corporativo está buscando cada vez mais o navio. Um dos motivos é que ele tem diferentes áreas, tamanhos e é muito versátil. Temos a infraestrutura, estabilidade de serviço para oferecer eventos pequenos e grandes eventos. E a possibilidade de combinar o período de lazer com palestras, reuniões faz a experiência ser muito bem acolhida pelas pessoas que participam. Quem começa a fazer eventos a bordo dificilmente deixa de fazer”, explica.

Em 2013, foi lançado um plano de investimento de US$ 11 bilhões para triplicar a oferta da empresa até 2026. “O Brasil está ocupando uma posição estratégica. E cada navio novo tem novas opções de entretenimento”, diz. Um dos próximos navios da companhia terá pista de boliche, tobogã e tirolesa.

Segundo o executivo, a MSC tem um relacionamento muito grande e forte com seus parceiros. A empresa mantém times “totalmente capacitados” para que agências dos mais diversos tamanhos e experiências possam fazer eventos com eles. “Somos empresa que mais freta navios por ano. Trabalhar com parceiros que tenham expertise e conhecimento no mundo marítimo é muito mais fácil, é mais simples a comunicação. Mas faz parte do processo dar todo o suporte necessário.”

Leia mais
MChecon tem nova sede e reforça seu posicionamento de inteligência
Gol e Spotify fazem show durante voo e mostram Cidade do Rock iluminada

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações