Casas Bahia chega ao mercado de fintechs com banQi

Banco digital quer democratizar acesso a serviços financeiros; GAD criou o posicionamento da nova marca

O segmento de fintechs acaba de ganhar um novo player no Brasil, fruto de parceria entre a Via Varejo, detentora da marca Casas Bahia, e a empresa norte-americana Airfox.

A proposta do banQi é oferecer um serviço financeiro mais acessível aos seus clientes, já que não cobra taxas e funciona com base no aplicativo disponível em smartphones com sistema operacional Android. Nesse sentido, qualquer pessoa com CPF e celular conectado à internet pode rodar o app do novo banco digital.

“Com o serviço, potencializamos nosso DNA de inclusão, nos destacando no ambiente de inovação tecnológica aplicada aos serviços financeiros, e aprimoramos a experiência de compra dos nossos mais de 60 milhões de clientes que já conhecem e confiam na nossa marca”, destaca Felipe Negrão, CFO da Via Varejo.

Toda a comunicação do banQi, desde a concepção do nome até seu posicionamento de marca e conceito visual é assinado pela agência GAD. Segundo Luciano Deos, presidente da empresa, a ideia central do projeto é a inclusão. “A gente olha para o banQi como uma solução que traz uma inclusão social, econômica e digital para milhões de pessoas desbancarizadas. Confiança, respeito e empatia são atributos que sustentam esse posicionamento de marca”.

O novo projeto traz ainda o slogan "O banco* Q te banca” para trazer a ideia de que é um serviço que acredita e confia nos clientes. Segundo Deos, o termo de duplo sentido foi pensado de propósito, para também explicar os benefícios que ele oferece, como serviços de cashback que dão recompensas aos clientes que mais utilizarem o banco digital.

Para o executivo, um dos principais desafios de comunicação do projeto é torná-lo compreensível ao seu público-alvo. Como os consumidores são de classes sociais menos favorecidas, haveria o risco de rejeição a um banco digital. Nesse sentido, a experiência nas lojas Casas Bahia e a oportunidade de tirar dúvidas e interagir com atendentes em espaços físicos facilita nesse processo de educação financeira.

A comunicação em mídias tradicionais também reforça e facilita a compreensão do público, não à toa, o impresso, mídia exterior são grandes bases do plano de mídia do banQi nesta primeira fase. Em um segundo momento, a comunicação será regionalizada em Salvador e Campinas, duas praças estratégicas para a marca. A partir da experiência nessas regiões, a ideia é colher insights para desenvolver o plano de comunicação para todo o Brasil, com foco nas grandes datas do varejo no segundo semestre.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações