Google apresenta a Casa Conectada e destaca importância dos dados

Para Fabio Coelho, presidente da empresa, marcas precisam "tirar a fricção" para facilitar a vida das pessoas

Divulgação

O Google apresentou nesta terça-feira (16) ao mercado um exemplo de uma Casa Conectada. Localizada em São Paulo, o "protótipo" mostra como o público pode ter um lar inteligente que conversa em português com aparelhos de áudio, vídeo, iluminação, entre outros. Uma das principais novidades são as marcas que já possuem integração com o assistente virtual da gigante da tecnologia.

Divulgação

Uma dessas é a JBL, que fabrica caixas de som que abrigam o "cérebro" por trás da operação: o Google Assistente que, desde 2017 está disponível em celulares Android e iOS, e agora está oficialmente falando português. As caixas são a Link 10 e a Link 20.

Sony e TCL também são parceiras da empresa com as Android TVs, além de outras marcas, como a Philips com sua lâmpada Hue, a iRobot com seu aspirador de pó Roomba 890 e a D-Link com sua câmera DCS‑8000LH.

Em breve, televisores da LG e da Samsung também terão integração com o Assistente.

"Todos nós somos usuários que estamos o tempo todo tentando tomar melhor as decisões. As marcas que vão ter presença e relevância na vida das pessoas são as que conseguirem tirar a fricção, isso significa: oferta de produtos e serviços que estão disponíveis no mercado, mas feitos de uma maneira mais conveniente, com menor custo, enfim, de uma maneira melhor", explica Fabio Coelho, presidente do Google Brasil.

Divulgação

Durante o evento, uma pequena tour mostrou do que a tecnologia é capaz. Na sala de estar, por exemplo, após um "OK, Google", é possível pedir ao Assistente que ele apague as luzes, ou que rode um vídeo do Youtube da TV. Até o aspirador pode ser controlado pela novidade.

Divulgação

Na cozinha, por outro lado, a tecnologia pode ligar a cafeteira, rodar uma receita no televisor ou ativar um timer para que o alimento cozinhe no período desejado.

Divulgação

No quarto, o Assistente pode tocar músicas do Spotify, acionar o filme desejado, ler notícias do dia, entre outros assuntos.

Divulgação

Até mesmo na garagem é possível integrar o veículo ao assistente, algo que muitos motoristas, aliás, já utilizam no Brasil.

"A tecnologia entra por trás, ela pode ajudar você, tanto no ponto de vista de gerar essa conveniência quanto de você gerar novas experiências. Alguns exemplos que foram mostrados aqui têm a ver com isso, com comodidade, rapidez, menos custo e isso já está sendo incorporado nos últimos três anos no nosso cotidiano. É pedir comida em casa com o iFood", exemplifica o executivo.

Durante o evento, Fabio ressaltou a importância dos dados e do machine learning para que as marcas facilitem a vida do consumidor. O Google, conforme destacou o presidente, é um dos grandes provedores desses dados. Ele deu exemplos de empresas que estão trabalhando de maneira eficaz com o objetivo de facilitar a vida das pessoas por meio de seus serviços. A Hyundai criou o teste drive que vai até o público:

O Bradesco apostou na assistente virtual:

E é com esta proposta que a Casa Conectada foi mostrada, como uma solucionadora de problemas para o público. Além da clara participação das marcas como protagonistas da tecnologia, também há a possibilidade de que a propaganda seja inserida nesta rotina.

Afinal, o Google Assistente pode muito bem oferecer pó de café ao perceber que o da cafeteira está terminando, ou sugerir a compra de ingressos de cinema para quem assiste a determinados conteúdos no Youtube.

Perguntado sobre tais possibilidades, Fabio diz que ainda é cedo. "Ontem fizemos dois encontros com as agências. O que a gente percebe é que essa mudança que é o consumidor formando um hábito novo de consumo, com exigência nova, com expectativa nova, ela também ocorre para as marcas no mercado publicitário. Estamos ajudando os profissionais de agência a entender como eles podem potencializar a capacidade criativa", destaca Coelho.

A entrevista completa com o presidente do Google Brasil você confere na próxima edição impressa do PROPMARK.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações