Google Marketing Live: propaganda e tecnologia conectadas

Evento para o mercado publicitário apresenta formatos de anúncios para mobile e a integração de recursos

A indústria da comunicação tem seu próprio cronograma de premiações e lançamentos nos quais toda a comunidade acompanha atenta as novidades. Enquanto o mercado cinematográfico tem sua temporada com o Globo de Ouro e Oscar, por exemplo, no de publicidade temos os tradicionais Cannes Lions, D&AD e El Ojo para citar apenas alguns. Com o segmento de tecnologia, a lógica é semelhante, e não à toa, gigantes como o Facebook e Google aproveitam a temporada para comunicar ao mundo suas principais inovações.

Enquanto na semana passada o Google I/O movimentou o mercado de desenvolvedores ao apresentar seus lançamentos e novas funcionalidades, como a chegada do smartphone Pixel 3 e o sistema operacional AndroidQ, agora é a vez do mercado publicitário acompanhar com lupa os anúncios do Google Marketing Live. A conferência anual da empresa em São Francisco, na Califórnia, começar nesta terça-feira (14) apresentando os formatos de propaganda, atualizações e recursos de anúncios que chegam globalmente ao marketing digital nas próximas semanas.

O evento já integra a agenda dos profissionais de marketing, que comparecem em peso para saber em primeira mão das novidades. Estima-se que no ano passado quase três mil pessoas tenham comparecido. Neste ano, ainda não há número oficial, mas no que depender do briefing para a imprensa feito nesta segunda-feira (13) o número será expressivo, sobretudo, para o mercado brasileiro com a presença em peso tanto de grandes anunciantes, como o Magazine Luiza, quanto de agências de publicidade e de marketing digital.

Os lançamentos deste ano estão baseados na experiência do consumidor, sobretudo, com o mobile como principal estratégia do Google, que nos últimos anos já vinha sinalizando a lógica de anúncios e usabilidade baseada no mobile first. Questões como segurança, transparência e privacidade são também reforçados nos recursos apresentados.

Esse pensamento, aliás, é uma das principais marcas de Prabhakar Raghavan, vice-presidente sênior de Ads & Commerce. “A propaganda possibilitou acesso aberto a qualidade de informação e comunicação na internet. Mudou a maneira como as pessoas aprendem, brincam e ganham. Tornou a internet aberta a todos. Mas a internet que é suportada pela publicidade está em risco se as práticas da propaganda digital não refletirem as mudanças nas expectativas das pessoas sobre como seus dados são coletados e usados”.  

O maior controle dos dados que poderão ser compartilhados ou não com marcas, o gerenciamento dos cookies e quais informações o usuário quer guardar, navegação oculta nos aplicativos de serviços como o YouTube, entre outros, são apenas algumas das atualizações já apresentadas durante o Google I/O na semana passada e reforçadas agora no Google Marketing Live.

Consumidor no centro

As novidades apresentadas são baseadas em três pilares: onde os consumidores estão, ser útil e ser responsável. Uma das ferramentas nesse sentido é o Deep Linking, recurso incluso na busca do Google que direciona os usuários para o aplicativo do anunciante caso o consumidor tenha o app da marca instalado em seu aparelho.

O recurso permite melhor experiência de navegação e de compra online do que se a pessoa fosse redirecionada para um site tradicional. A ferramenta está disponível globalmente em beta a partir de hoje para Busca e Display e chegará em breve no Google Shopping.

Os tradicionais links patrocinados na busca do Google também ganharam uma derivação. Batizados de Gallery Ads, os anúncios agora terão além de texto, também recurso visual em imagem. O formato fornece experiência interativa, ao mesmo tempo que fornece mais informações sobre os produtos ou serviços ofertados. A marca pode optar ainda por um carrossel de imagens. Assim como os links patrocinados, os Gallery Ads aparecem no topo da página de busca.

A seguir, confira outras três novidades apresentadas nesta terça-feira (14)

Discovery Campaigns – Formato de anúncios mais visuais inseridos na timeline do usuário em serviços como YouTube, Gmail e Busca. Enquanto a pessoa navega na home do Youtube em busca de um novo vídeo, por exemplo, poderá ser impactado com um anúncio estático de determinada marca. Pela primeira vez, a partir de uma campanha única, os anunciantes poderão gerenciar sua presença em todas essas plataformas. Usando tecnologias de Machine Learning, o Google define qual plataforma, em qual contexto deve receber os anúncios.

 Local Campaigns – Voltado para lojas, restaurantes, mercados e outros estabelecimentos físicos, o formato foi lançado em 2018 e agora ganhou atualizações. A ideia é ajudar as empresas a direcionar ações como ligações de clientes e tráfego de pessoas para seus estabelecimentos, além de anunciar ofertas e promover seus negócios. Entre os novos recursos, destaque para formatos personalizados de mapa e a promoção de anúncios de serviços e produtos. 

Viagens

O Google integrou seus recursos de viagens em um só lugar. No google.com/travel, uma nova plataforma permite que os futuros viajantes encontrem as funções que já existiam no Google Voos, na busca por hotéis e no Google Trips. Para as empresas de viagens, a plataforma permite se conectar com seus consumidores de forma orgânica e efetiva, além promover suas ofertas através de anúncios.

Leia mais

YouTube lança máquina que cria anúncios de forma automática
Google atualiza plataforma Ads para criação de anúncios via mobile

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações