As 50 Marcas do Brasil

“Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão” - Clarice Lispector

A revista Marketing está completando 50 anos. Definitivamente, não é pouca coisa. É muita!

Especialmente num país em que a taxa de mortalidade das empresas é uma espécie de anátema do qual temos de nos livrar via educação, treinamento, formação e capacitação de novos empresários.

Vocação empresarial existe, mas o despreparo é maior. Mortalidade de publicações, então, uma tragédia.

Nesses primeiros 50 anos foi o registro, o depósito qualificado e confiável, a memória do que de melhor se fez e praticou de marketing em nosso país.

Quando foi lançada, o marketing era uma força em crescimento, com consistentes perspectivas, mas restringia-se aos consagrados 4 “Ps” de Jerome McCarthy.

Hoje os “Ps” são 12 e o marketing converteu-se na ideologia das empresas modernas e de sucesso. Marketing e sua alma gêmea, ou irmã siamesa, o branding. As duas faces de uma mesma moeda.

Faz-se marketing para posicionar a empresa, produtos e serviços em consonância com as expectativas, necessidades, vontades e desejos das pessoas.

Faz-se branding para informar e sensibilizar essas pessoas que o que queriam está pronto, disponível e acessível em todos os planos e sentidos, e atende por um determinado “naming”.

Que aos poucos, gradativamente, mediante branding de excepcional qualidade, vai se convertendo numa marca de respeito e admiração na cabeça e no coração de seus agora clientes e demais stakeholders.
Foi isso que Marketing, a revista, fez nos seus primeiros 50 anos. E vai continuar fazendo em todos os próximos. E aí peneirou-se esses 50 anos em busca de As Marcas do Brasil.

Uma espécie de número zero de uma nova premiação, As Marcas do Brasil.

Agora, para celebrar a efeméride; a partir do ano que vem, para reconhecer, enaltecer e reverenciar as marcas que ano após ano vão conquistando sucessos e vitórias, e, simultaneamente, inspirando todas as demais empresas para que sigam caminhos paralelos, próximos ou semelhantes.

Depois de devidamente peneiradas, chegou-se a um total superior a 300. E essas 300 foram submetidas à análise e julgamento dos acadêmicos do marketing. 40 profissionais e empresários que integram a Academia Brasileira de Marketing.

E as vencedoras serão reconhecidas e reverenciadas, publicamente, em solenidade a ser realizada no correr deste ano, e são:

Em alimentos e bebidas, Antarctica, Brahma, Coca-Cola, Kibon, Nestlé, Sadia e Vigor.

Em automóveis, Chevrolet, Fiat, Ford, Nissan e Volkswagen; em bancos e financeiras, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Mastercard e Visa.

Em comunicação, Globo, Record, Y&R, WMcCann, Ogilvy, AlmapBBDO e DPZ&T.

Em educação, ESPM e FGV; em energia e indústria, Embraer, Ipiranga, Petrobras e Ultragaz.

Em higiene e beleza, Colgate, Gillette, Natura, O Boticário, Johnson&Johnson; em limpeza, Bombril, Omo e Veja; em moda, Havaianas, Hering e Nike.

Francisco Alberto Madia de Souza é consultor de marketing (famadia@madiamm.com.br)

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações