Inspiração, por Nizan Guanaes: Aprendizagem, dados e ideias

Fundador do Grupo ABC escreve sobre a importância de estar aberto sempre a novos aprendizados

Tudo pode inspirar. Uma pessoa, uma música, uma imagem, uma memória, um desejo, a vida. A inspiração, por isso, vem tanto de dentro quanto de fora. É preciso buscá-la do mesmo jeito que ela nos busca. E estar sempre aberto a novos aprendizados é o melhor jeito de estar sempre aberto a novas inspirações.

Divulgação

Tudo o que aprendi na escola e na minha profissão mudou – e mudou muito. Por isso, tenho dedicado 50% do meu tempo hoje a aprender. Afinal, como já falei, o ponto de interrogação é o meu sinal de pontuação preferido. E, se ainda estou aqui hoje, isso se deve à minha vontade recorrente de me reinventar. Estudar é ser humilde, é admitir que não se sabe o suficiente. Não devemos nunca abdicar de estudar, de fazer as perguntas. Ainda mais agora.

Felizmente, nossa empresa tem gente muito competente para tocar o dia a dia. Por isso, eu dedico meu tempo ao seu futuro e ao futuro de meus clientes. Meu job description é um papel em branco. É gastar tempo com coisas que as pessoas ocupadas como eu não têm tempo. Minha grande inspiração diária é aprender, é ir atrás do novo, é estudar.

Quero passar meus dias em lugares como o Cubo, do Itaú, o Facebook, o Google. Quero investir meu tempo fazendo cursos de curta duração em lugares como Harvard, Stanford ou Singularity. E tenho de fato investido nisso. Passei recentemente uma tarde inteira recebendo coaching de um dos Heads globais da Hyper Island, uma escola sueca de inovação digital que foca em desenvolver a criatividade. Um sueco simpático e brilhante. Perguntei a ele sobre o futuro da propaganda. Ele começou a falar sobre dados. Eu ouvi com interesse, esperando com ansiedade quando ele começaria a falar sobre o futuro da propaganda.

Para, finalmente, cair a ficha que o futuro da propaganda são os dados. É a junção da big idea com o big data.

Já tinha ouvido isso antes; é fácil entender e repetir essa frase como uma platitude. Mas não é trivial entender a extensão de como isto está se dando e se dará cada vez mais no nosso mercado.

Eu sempre digo que é mais fácil entender o futuro do que aceitá-lo. Portanto, se você quer saber pra onde vai o futuro, follow the data.

Não há nada mais inspirador do que informação e formação.

Nizan Guanaes é fundador do Grupo ABC

 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações