Interbrand revela as marcas brasileiras mais valiosas de 2017

Itaú, Bradesco, Skol, Brahma e Banco do Brasil se mantêm no Top 5

A consultoria Interbrand anuncia o ranking das 25 Marcas Brasileiras Mais Valiosas em 2017. A divulgação oficial aconteceu na noite da última quarta-feira (29), durante evento na Escola Britânica de Artes Criativas (EBAC), em São Paulo.

As cinco primeiras posições ficam, respectivamente, com Itaú, Bradesco, Skol, Brahma e Banco do Brasil. Uma nova marca integra o ranking deste ano: o Fleury, ocupando a 25ª posição. Com um valor de R$ 413 milhões, trata-se da primeira marca do setor de saúde a entrar no ranking da Interbrand.

 

Vinte das 25 marcas apresentaram uma variação positiva no comparativo com o ano anterior. Delas, cinco cresceram dois dígitos percentuais em seus valores de marca, em comparação com 2016: o vice-líder do ranking, o Bradesco, com 18%; a Renner, com 16%; a Havaianas, com 13%; o Magazine Luiza, com 30% (a maior variação positiva); e a Localiza, com 11%.

 O valor total do portfólio que compõe esta edição cresceu 6,4%, totalizando R$ 116,7 bilhões. Das 25 marcas ranqueadas, apenas cinco perderam valor. Neste contexto, as marcas do topo do ranking ficaram ainda mais poderosas, com o top 5 representando 75,3% do valor total do levantamento, ante 73,8% no ano passado. 

Para Daniella Bianchi, diretora geral da Interbrand São Paulo, o ranking deste ano deixa claro que  marcas que souberam combinar boa gestão, espírito empreendedor e consistência nos tempos mais difíceis não só se protegeram, como também saíram na frente.

"Muitas delas ganharam impulso a partir de movimentos ousados de fusão e aquisição, enquanto outras responderam rápido aos desafios impostos pela proliferação e crescimento das marcas da nova economia", analisa.

Pela primeira vez, a 25ª marca ultrapassou os R$ 400 milhões, uma valorização de 10% em comparação ao ranking de 2016. Os números ainda parecem tímidos quando comparados ao recente Best Global Brands 2017, também desenvolvido pela Interbrand, em âmbito mundial, onde a 100ª marca vale mais de US$ 4 bilhões. No entanto,  houve um crescimento de 375% em comparação a 2010 ao se avaliar apenas o corte brasileiro.

O ranking deste ano é complementado pelo estudo “Espaços de mudança: quem são as marcas que mudam o Brasil para melhor”, que aborda negócios que souberam aproveitar as lacunas criadas por setores do governo e os espaços não atendidos pelas grandes empresas para desenvolver soluções inovadoras e de impacto social relevante. O resultado disso são marcas que em pouco tempo de existência conseguiram construir identidade, relevância e conexão com os seus consumidores.

 Para ter acesso ao Ranking das Marcas Brasileiras Mais Valiosas 2017 e ao estudo “Espaços de mudança”, ou clique aqui

Divulgação

 

 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações