Mais de 300 processos foram abertos pelo Conar em 2016

Veracidade e respeitabilidade lideram as reclamações

Em um relatório divulgado pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), 308 processos éticos foram abertos em 2016. Deles, 102 terminaram com recomendação de alteração e 67 de sustentação. As denúncias de consumidores motivaram a abertura de 196 processos éticos, um recorde para o conselho. Entre as reclamações, 39,9% foram sobre veracidade e 22,4% sobre respeitabilidade.

A maioria dos consumidores (66%) estão localizados em estados do Sudeste. A internet foi o meio de comunicação com o maior número de peças publicitárias denunciadas, ultrapassando a TV. As reuniões de conciliação somaram 45, assim como o Conselho de Ética promoveu 105 sessões de julgamento ao longo de 2016. Ao todo, o Conar recebeu 270 reclamações de consumidores por mês.

O Conar também divulgou que, dos processos abertos em 2016, eram de Medicamentos, Outros Produtos e Serviços para Saúde (19,5%); Alimentos, Sucos e Refrigerantes (14,6%); Bebidas Alcoólicas (11%); Veículos, Peças e Acessórios (11%); e Telecom (7,8%).  Sobre os assuntos, Apresentação Verdadeira (40,1%); Respeitabilidade (16,6%); Cuidados com o Público Infantil (9,3%); e Responsabilidade Social (7,5%) foram os mais recorrentes. 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações