Virada da Consciência Negra atrai grandes parceiros e amplia atuação

Entre os apoiadores estão Natura, Coca-Cola e Santander, além de institutos culturais do Banco do Brasil, Itaú e Caixa

 

FG Trade/iStock

Entre os dias 18 e 21 de novembro, a cidade de São Paulo vai se tornar a capital da Consciência Negra, com diversas atividades, desde esportivas até gastronômicas, que só serão possíveis graças à crescente adesão de instituições e empresas. Entre os parceiros da Virada estão a Prefeitura de São Paulo, os Ministérios da Cultura e da Ciência e Tecnologia, Sesc, centros culturais do Banco do Brasil, Caixa e Itaú; Memorial da América Latina, todos os museus da cidade, USP, Unesp, Unicamp, Unifesp, Unip, Natura, Coca-Cola, Santander e Correios.

“As marcas estão se engajando em ações afirmativas como a Virada da Consciência porque entenderam que a comunidade negra, além de ser mais de 50% da população brasileira, é um público consumidor expressivo”, diz Francisca Rodrigues, pró-reitora da Faculdade Zumbi dos Palmares e articuladora da Virada da Consciência.

“Nossos parceiros empresariais responderam tão bem a iniciativas como a Flink Sampa e o Troféu Raça Negra, que nos estimularam a ampliar as ações por ocasião do Dia da Consciência”, acrescenta. As parcerias ampliaram o impacto da Virada da Consciência, cuja característica principal é a participação da população nas atividades programadas.

Katielle Haffner, gerente sênior de sustentabilidade e categoria na Coca-Cola, por exemplo, fala que a marca é uma das patrocinadoras da Virada porque está comprometida em dar voz a quem batalha pela diversidade, ajudando a amplificar a mensagem de quem difunde a riqueza da cultura afrobrasileira e de quem premia iniciativas pró-diversidade. “É por isso que somos patrocinadores da Virada e há mais de dez anos apoiamos ações realizadas pela Afrobras, que mantém a Faculdade Zumbi dos Palmares, única universidade negra da América Latina, e realiza o Troféu Raça Negra, ícone da identidade afrobrasileira”, argumenta a executiva.

Sem revelar investimentos, Katielle afirma que o objetivo da empresa é usar cada vez mais o negócio para contribuir com causas relevantes para a sociedade brasileira. “Quando geramos valor para sociedade, estamos gerando valor para todo o nosso negócio. E a diversidade é um valor fundamental. Na Coca-Cola Brasil, buscamos ser tão diversos quanto o mercado em que atuamos, com oportunidades iguais e respeito para todos. Estamos conscientes de que temos um longo caminho a percorrer. Por isso, nos empenhamos nessa agenda, com ações concretas como o apoio do evento Virada da Consciência”, explicou.

Enquanto escritores brasileiros e estrangeiros, negros e brancos, discutem os seus trabalhos, um seminário internacional debaterá a inclusão da temática afrobrasileira nos currículos escolares na Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra – a 6ª Flink Sampa –, que homenageia a escritora Conceição Evaristo, no campus da Faculdade Zumbi dos Palmares.

Esportistas profissionais e amadores participam de competições, que terminarão com a Corrida da Igualdade no dia da Consciência Negra (20). Um festival de capoeira, campeonato de basquete universitário e corrida integram a programação. O Museu do Futebol, no Pacaembu, terá entrada franca no sábado (17), para os convidados da Virada da Consciência. Ainda no Pacaembu, o time de máster do Corinthians vai disputar uma partida com personalidades e artistas.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações