Você sabe como usar Ad Tech para conquistar clientes?

"A publicidade online quase nunca atraiu o interesse das pessoas e hoje em dia atrai menos ainda"

Divulgação

“Adoro este anúncio on-line!” não é algo que os consumidores dizem com muita frequência. A publicidade on-line quase nunca atraiu o interesse das pessoas e hoje em dia atrai menos ainda, considerando que os consumidores voltam seus olhares para campanhas que privilegiam um marketing que seja relevante e não intrusivo, além de uma experiência de usuário sem emendas entre os diferentes pontos de contato. Anúncios que não se encaixem nessas demandas não são bem recebidos e os profissionais de marketing começaram a perceber esta dinâmica ao notarem o desempenho reduzido dessas peças ao longo do tempo.

Isso significa que o fim da publicidade on-line está no horizonte? Pelo contrário, há boas notícias na forma de tecnologia de anúncios de última geração. Com a ajuda de recursos de Ad Tech, é possível criar anúncios atraentes capazes de inspirar os compradores com o produto certo, no momento exato, refletindo a visão da marca e alcançando metas complexas de marketing. A receita secreta para conseguir isso consiste em apenas dois ingredientes: os dados e a tecnologia corretos.

Não há dúvidas de que os dados são o novo petróleo para o marketing. Durante anos, o Big Data tem dominado o setor, mas ainda mais importantes são os insights em tempo real que podem ser extraídos daí. Assim, informações atualizadas são a base para que anúncios significativos atraiam os consumidores em qualquer etapa da jornada de compra e o Ad Tech é a tecnologia necessária para processar esses dados e obter os melhores resultados de publicidade possíveis.

O primeiro passo na entrega de anúncios hiper-relevantes é a capacidade de combinar usuários em diferentes dispositivos e plataformas. Sem interligar um consumidor a seus diferentes dispositivos, seja um smartphone, tablet ou computador, é quase impossível exibir o anúncio mais relevante em qualquer estágio da jornada do consumidor.

Imagine que um consumidor visitou sua loja on-line usando um desktop e depois um smartphone e acabou comprando a partir do smartphone. Sem saber que é a mesma pessoa, você corre o risco de exibir anúncios de um produto que ele já comprou, o que afeta negativamente a experiência do usuário. Uma tecnologia determinista de identificação é, portanto, a base para qualquer anúncio on-line sofisticado, que requeira colaboração com outros players do setor.

Depois que você conseguir abordar os consumidores nas plataformas e dispositivos, a próxima etapa é determinar qual anúncio exibir para um usuário específico. O objetivo é mostrar a cada indivíduo o anúncio mais relevante a qualquer momento, sem arriscar que haja uma exposição exagerada. No mundo programático, as empresas mais avançadas de Ad Tech podem usar Predictive Bidding, que envolve o desenvolvimento e o uso de algoritmos para prever a probabilidade de cada usuário interagir com um anúncio específico, com base em seus dados de compras. A decisão de mostrar a essa pessoa um anúncio em determinado momento é tomada em tempo real antes que ocorra a exibição. Assim, os recursos de Ad Tech permitem que os anunciantes mostrem aos consumidores os anúncios dos produtos nos quais estão mais interessados ​​neste momento.

Para decidir se deve ou não mostrar um anúncio a um usuário, é necessária uma poderosa recomendação de produtos que vai definir quais deles serão exibidos. Esqueça, portanto, o modelo antigo de Retargeting, com aquele item que segue o consumidor pela internet durante semanas depois de uma visita ao site de um varejista. O Retargeting moderno processa dados mais complexos para calcular os produtos mais atraentes - que não são necessariamente os que o usuário examinou anteriormente.

Além disso, hoje o Ad Tech é muito mais que o redirecionamento. Ele apoia as metas de marketing, desde gerar conscientização e consideração até conversões, ao mesmo tempo em que recomenda os produtos que se ajustam a um usuário em cada etapa da jornada, seja a melhor seleção, uma nova coleção ou um produto personalizado.

Por fim, um recurso muitas vezes esquecido, mas muito importante do Ad Tech é a otimização criativa em tempo real. Alguns usuários reagem inconscientemente a botões vermelhos de apelo à ação, outros a botões azuis. Alguns gostam de mais texto, outros menos. Alguns preferem determinados formatos de anúncios em detrimento de outros. A otimização de peças criativas em tempo real define a combinação certa de cores, elementos, estilos e formatos com os quais os usuários provavelmente vão reagir. Bilhões de peças criativas são possíveis, ao mesmo tempo em que se alinham à identidade corporativa do anunciante.

Ad Tech tem os recursos para cobrir todos os elementos acima graças a algoritmos sofisticados capazes de processar grandes volumes de dados. Como a Inteligência Artificial se torna cada vez mais parte integrante da Ad Tech, espera-se que ela impulsione mais inovações e atinja objetivos de marketing mais complexos. O objetivo geral é transformar os anúncios em uma experiência de compra que os usuários adorem, para que eles finalmente possam afirmar: "Adoro essa assistência de compras!".

Alessander Firmino é diretor geral da Criteo para o Brasil e América Latina

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações