Canal Viva, da Globosat, renova identidade visual

Com cores mais fortes e vibrantes, novo on air será mais pop e contemporâneo

Com foco em novelas, humor e variedades, o canal Viva, que pertence a Globosat, apresenta a partir desta segunda-feira (19), a sua nova identidade visual desenvolvida pela área de comunicação & branding da programadora. Chamadas, logotipo e peças para redes sociais ganham um design mais pop, divertido, atemporal e contemporâneo. 

“Viva é um convite a revisitar os grandes clássicos que marcaram diversos momentos das nossas vidas, e traz mais diversão e leveza para o presente. O Viva resgata o hábito de assistir TV com a família reunida para curtir uma mesma programação, e a nova comunicação visual aponta para esse forte potencial de conexão. Veremos na TV os memes que ganharam as redes sociais. Chamadas e pílulas serão inspiradas nos trejeitos e nos bordões de personagens icônicos, levando para o on air a versatilidade do que já é sucesso no ambiente digital”, avalia Daniela Mignani, diretora do Viva.

Divulgação

Para a construção do novo on air o canal apostou em uma pesquisa qualitativa realizada em 2017 em parceria com o Studio Ideias e de um levantamento quantitativo do Instituto Análise. “Ficou ainda mais evidente para nós que o Viva tem valores muito importantes para o telespectador. É para toda a família, um ponto de encontro no tempo, onde as gerações se reúnem. Para alguns, o conteúdo é um resgate da memória afetiva. Para outros, é pura novidade. O sucesso dos memes na internet reforça isso, esse potencial de unir as gerações”, explica Polika Teixeira, gerente de marketing do canal.

A nova marca agora irá explorar todo o movimento e dinamismo do canal. As cores, mais fortes e vibrantes, irão enaltecer o seu astral pop. Já as chamadas ganham trilhas sonoras com clássicos da música brasileira revisitados por intérpretes atuais e de diferentes estilos musicais. Nesta primeira fase, Gaby Amarantos e Mahmundi emprestam suas vozes para novas versões de “Beat Acelerado”, da banda Metrô, e “Fullgás”, de Marina Lima, respectivamente.

 

Divulgação

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações