Estadão sugere 100 coisas para fazer antes de morrer

Livro e campanha retratam histórias de pessoas assassinadas e promove discussão

O Estadão lança em parceria com a FCB Brasil o livro "100 coisas para fazer no Brasil antes de morrer", que tem como objetivo de gerar reflexão, mobilizar os responsáveis e ajudar a promover mudanças no assustador cenário em que o país se encontra como o 9º  no ranking das maiores taxas de homicídios do mundo. No livro, que tem título homônimo a uma campanha publicitária que entra no ar assinada pela agência, são contadas histórias de vítimas, assassinadas durante atividades comuns do dia. São matérias publicadas pelo Estadão e que retratam 100 histórias de pessoas que estavam fazendo atividades corriqueiras no momento em que foram assassinadas.

O livro será distribuída exclusivamente para responsáveis do poder público e formadores de opinião que possam propagar a ideia e tornar a discussão sobre o tema ainda mais relevante. Segundo Marcelo Moraes, diretor de marketing do Estadão, a intenção é "chamar a atenção para um problema que atinge a grande maioria da população brasileira, buscando a transformação de uma realidade que muitos enfrentam a cada dia".

“O que deveria ser um livro de coisas positivas para se fazer, foi usado para chamar atenção para como fazer coisas banais, simplesmente viver, pode matar pessoas por causa da violência no Brasil”, comenta Joanna Monteiro, CCO da FCB Brasil. 

  

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações