Globo se posiciona sobre exigência do MiniCom em relação ao BBB

Emissora afirma que não recebeu qualquer comunicado do órgão federal

Após a informação de que o Ministério das Comunicações solicitou imagens do programa BBB para analisar se as cenas do suposto estupro ocorrido no Big Brother Brasil foi exibido pela TV Globo (leia mais aqui), a emissora se posicionou. Em curto texto, a Central Globo de Comunicação afirma que nenhum comunicado foi recebido pela emissora, mas se adianta no questionamento quanto à exibição das imagens do ocorrido na TV aberta: "Aliás, as imagens em questão não foram exibidas na Globo, mas no PPV"; terminando com uma crítica: "sendo agora repetidas nas emissoras" - uma alusão aos canais que tem explorado o episódio durante a semana. O apresentador José Luiz Datena, da TV Bandeirantes, chegou a declarar que Boninho, diretor do programa, deveria ser preso.

O caso do suposto estupro na 12ª edição do BBB ganhou um novo capítulo com a notícia de que o Ministério das Comunicações solicitou à emissora carioca as imagens transmitidas dos dias 14 e 15 de janeiro. Além disso, o MiniCom ainda recomendou à Anatel, responsável por regular o mercado de TV por assinatura, que também verifique o conteúdo exibido nos canais deste ambiente.

por Marcos Bonfim

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações