Monitores instalados em salões de beleza impactam 400 mil mulheres

Projeto de OOH da B.Drops utiliza estudo do Nielsen que mostra o poder de compra feminino

Oferecer conteúdo “inteligente” para ocupar o tempo ocioso do sexo feminino durante sua permanência nos salões de beleza é a proposta mercadológica da B.Drops, empresa de OOH (Out Of Home) dirigida por Felipe e Frederico Viante. São 600 monitores de LFD (Large Format Display) instalados em 200 pontos comerciais do gênero em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O plano é expandir a operação para 11 mercados com 450 PDVs. Para materializar esse objetivo, a empresa contratou o executivo Mário Leão, que atuava na divisão de OOH do Grupo Bandeirantes, para conduzir a missão de elevar o volume de negócios. 

DragonImages/iStock

São 400 mil mulheres impactadas todos os meses com conteúdos transmitidos pela internet produzidos por 15 drops, ou editorias, que abordam temas como moda, beleza, decoração, viagem, gourmet, fitness e empoderamento feminino. Os formatos de publicidade, nas palavras de Frederico, são vinhetas de 15 segundos exibidas a cada dez minutos); patrocínio dos drops de conteúdo; e também ativações nos salões (sampling, degustação de novos produtos etc.). Entre os anunciantes que usam o canal estão Natura, O Boticário, Tecnisa, Coelho da Fonseca, Latam Viagens, Costão do Santinho e Cabify.

A estratégia da empresa é estabelecer conversas entre marcas, produtos e serviços com o público feminino. O planejamento estratégico envolve o estudo Tendências de consumo para mulheres brasileiras 2016, do Instituto Nielsen. Felipe explica: “Cerca de 66% do consumo das famílias brasileiras é decidido pelas mulheres. Inclusive, quando conversamos com anunciantes, todos concordam com os números, e eles têm pesquisas internas que comprovam o poder de tomada de decisão das mulheres. No caso do setor de carros, por exemplo, 70% das vendas são decididas pelas mulheres. No segmento de construtoras, 90% das escrituras têm mulheres envolvidas. O Nielsen também aponta que 80% das mulheres não são fiéis às marcas e estão disponíveis a testar outras. As compras decididas pelas mulheres é ainda maior em alguns segmentos – 89% para vestuário da família, 83% para alimentação familiar, 77% para saúde, 73% para educação dos filhos, 70% para lazer e 66% para turismo”.

Diante desse cenário, os criadores da B.Drops foram de encontro a uma necessidade de mercado na hora de definir o modelo de negócios. “Por causa da vontade das marcas de se comunicarem com as mulheres – principais tomadoras de decisão do mercado, com 66% do total –, identificamos que o salão de beleza é o local que elas frequentam semanalmente, ficam por cerca de uma hora e meia, e estão num momento mais apto a receber mensagem publicitária. Lugar perfeito para esse diálogo”, detalha Felipe.

E qual é a sinergia? Frederico responde que envolve os dois lados do balcão. “Seja da mulher, que está no salão com tempo vago, que pode ser ocupado com conteúdo inteligente. Seja do salão, que quer melhorar sua comunicação interna e usar uma ferramenta moderna como o digital OOH para se comunicar com a cliente e potencializar vendas. Seja das grandes marcas, que já enxergaram que a mulher é a principal tomadora de decisão de compras e estão procurando novas formas de se comunicar com elas”, finaliza.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações