Spjornal é reformulado

Publicação de bairro tem novo projeto gráfico e editorial

O Spjornal acaba de passar por uma reformulação completa. A publicação de bairro, que tem tiragem de 10 mil exemplares, está com novo projeto gráfico e editorial. “A ideia é dar um salto de 100% na tiragem, no número de anúncios e no número de páginas”, falou o diretor de marketing Antonio Gelfusa Júnior, que assumiu o cargo há cerca de um mês.

O jornal é distribuído nos bairros Tatuapé, Vila Carrão, Vila Formosa, Aricanduva, São Mateus, Vila Prudente, Vila Rica, Mooca e Belém. “Além da banca, agora a distribuição será feita nos comércios e condomínios. Um diferencial vai ser a distribuição dirigida para as pessoas que se cadastrarem”.

Para garantir a gratuidade dos exemplares que chegam às casas dos leitores cadastrados serão feitas parcerias com empresas de motoboys.

Gelfusa Júnior é filho do diretor e editor-chefe da publicação, Antonio Gelfusa, que assumiu o jornal em 1998. “Vi que era a hora de eu assumir o jornal para mim”, explicou.
Os planos do diretor de mar-keting são grandiosos. O novo projeto gráfico foi desenvolvido após benchmark com base em publicações como o propmark, Chicago Tribune, The Guardian e The Sun. “O caderno imobiliário, por exemplo, tinha quatro páginas com desperdício de espaço. Agora são duas, bem diagramadas”.

Além da mudança gráfica, o jornal ganhou novas seções e passou a contar com a colaboração dos leitores, tendência vista nos principais jornais. Na seção Pé na Tábua o assunto é automóveis; Acontece traz notícias cotidianas; Bem-Estar dá dicas de saúde; Água na Boca tem reportagens de gastronomia; e Diz Aí é um espaço para as opiniões dos leitores. “Temos conteúdo colaborativo também nas seções Repórter Leitor e Adote um Amigo”, disse.
Outra alteração é a periodicidade. O jornal, que era mensal, passa a ser quinzenal e, em seis meses, deve ser transformado em semanal. “Fechamos a última edição com periodicidade mensal, mas, provavelmente, a próxima edição já deve sair daqui a 15 dias”, falou.

Gelfusa Júnior quer chamar a atenção das agências para a importância dos joirnais de bairro. “A representatividade é muito grande. Aqui na Zona Leste são aproximadamente 35 títulos com uma tiragem de 1,5 milhão de exemplares para uma população de 4,5 milhões”.

O executivo disse que os primeiros contatos que teve com as agências foram positivos. “O jornal é um excelente produto. Eles viram a qualidade”, contou. O Spjornal também entrará no mundo digital. O site da publicação deve entrar no ar no mês que vem com o mesmo conteúdo do jornal. Além disso, está em estudo uma parceria com a TV Out para fornecer o conteúdo jornalístico para as televisões dos ônibus da Zona Leste.

por Cristiane Marsola

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações