Africa é a Agência do Ano e Brasil ganha 151 prêmios no El Ojo

Sergio Gordilho é eleito Criativo do Ano, DDB a Rede e Netflix, Anunciante

O Brasil se despede do Festival Internacional El Ojo de Iberoamerica confirmando seu protagonismo na premiação. No último dia do evento, nesta sexta-feira (10), o país conquistou o Grand Prix na categoria Melhor Ideia Latina Para o Mundo, além de oito troféus de Ouro, 14 de Prata e 13 de Bronze, contabilizando 151 troféus acumulados, sendo 7 Gran Ojos (ou Grand Prix), 36 troféus de Ouro, 55 de Prata e 53 de Bronze.

Assinada pela agência Ogilvy Nova York em co-cocriação da produtora brasileira Asteroide Filmes, a campanha “The refugee nation”, para a Anistia Internacional, foi o último Grand Prix para o Brasil. O projeto levou dez atletas refugiados para disputar os Jogos Olímpicos na Rio 2016, e recrutou profissionais refugiados de diversos países para criarem juntos a bandeira, delegação e hino próprios que representassem a nação dos atletas no torneio.

No evento que marcou os 20 anos da premiação, a Africa foi reconhecida pela primeira vez na história como Agência do Ano, e Sergio Gordilho, seu copresidente e CCO, como Criativo do Ano. Nesta edição, a DDB foi eleita Rede do Ano, a Netflix o Anunciante do Ano, a We Believers como Agência Independente do Ano, Nico Perez Veiga como Diretor de Cena do Ano e a Primo/ PBA Cinema como Produtora do Ano.

O resultado coloca uma "vírgula" na hegemonia da AlmapBBDO na história do festival. A agência foi a melhor do ano sete vezes, sendo as duas últimas em 2015 e 2016, com Luiz Sanches como Criativo do Ano.

Divulgação

Para Gordilho, o prêmio é parâmetro importante para fomentar a competição saudável entre agências, independentemente de pertencerem ou não a mesma rede. Reconhecendo o valor da Almap, o executivo disse durante entrevista coletiva que o modelo de duplas de criação adotado pela agência permeou o trabalho que é feito na Africa.

“Não acredito numa indústria que não tenha competição. Competitividade traz inovação. Trabalhar numa indústria que tem a Almap, a DDB, R/GA, David, é muito bom. Um mercado de uma agência só é um mercado ruim”, ressaltou Gordilho. “Me orgulho de estar aqui no El Ojo competindo com agências como a Alma, que eu respeito muito. É a melhor agência da DDB Latina, é fantástica. É muito bom quando você vê um festival que valoriza ideias. Trabalho que ganha aqui é trabalho bom”.

Entre as redes, a DDB ocupou o posto mais alto, seguida por McCann, BBDO, Ogilvy&Mather, Grey, Young&Rubicam, R/GA, MullenLowe e Wunderman.  Dessas, apenas a R/GA não integrava o ranking no ano passado. JWT, Leo Burnett e TBWA, que integravam a lista em 2016, neste ano, não tiveram pontuação suficiente para a lista das melhores. 

Confira todos os ganhadores do último dia do festival aqui.

Mais desdobramentos sobre o El Ojo serão publicados na próxima edição impressa do PROPMARK.

Leia mais 

DM9, Grey, Globo e R/GA levam Grand Prix no 2° dia do El Ojo
Brasil conquista Grand Prix em Design e Sustentável no El Ojo
Criação disruptiva garante sobrevivência das marcas

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações