D&AD 2019: “Sound branding é muito importante”

Roberto Coelho, sócio da Satélite Áudio, integra o júri de Sound Design e Uso de Música

Autor da música do comercial Leica 100, criado pela agência F/Nazca S&S, o primeiro Grand Prix de Film do Brasil no Cannes Lions, em 2015, Roberto Coelho, sócio da Satélite Áudio, integra o júri de Sound Design e Uso de Música do D&AD 2019. O festival será realizado em Londres, entre 21 e 23 de maio. Na semana passada, por telefone, Roberto Coelho conversou com o PROPMARK sobre suas impressões e opiniões relacionadas à qualidade sonora das peças publicitárias. Ele ressaltou a importância da música no mundo e também a necessidade de maior valorização do mercado audiovisual. Leia abaixo os principais trechos da entrevista.

 

SOUND CRAFT
As avaliações técnicas têm categorias muito importantes como música original, música adaptada, efeitos sonoros ou mixagem. Acho importante ressaltar que o Brasil é muito sui generis neste sentido. Nos grandes mercados internacionais, há um empresa só para licenciamento, outra exclusiva para efeitos sonoros e outra só para voice over, por exemplo. No Brasil, acho que é melhor, pois você faz tudo em uma mesma produtora, tudo na mesma casa.

MUNDO MUSICAL
A música para o mundo é muito importante. Na publicidade ou em qualquer produção audiovisual, ela também é essencial. Há jingles inesquecíveis e há também trilhas de cinema que muitas vezes ficam até mais memoráveis do que os próprios filmes. A trilha de Cinema Paradiso tem uma profundidade tão grande que é absurdamente incrível. Bonequinha de Luxo, com Moon River, é um resultado lindo e atemporal. O talento do John Williams fez a marcha imperial de Darth Vader (Guerra nas Estrelas) virar meme. O talento dele faz você reconhecer, em dois compassos, a trilha do Superman ou do Indiana Jones.

ASSINATURAS SONORAS
O sound branding é muito importante. É ter relevância em um mundo cheio de impactos, com canais que vão de uma TV aberta ao streaming e YouTube. Uma assinatura sonora precisa ser muito bem pensada, precisa mostrar os valores da marca e nunca pode entrar como um ruído. Ela tem de condensar muita informação em um curto espaço de tempo, curto mesmo, pois estou falando de uma duração de três segundos.

DESAFIOS
Existem vários. Um deles é separar o joio do trigo no meio dessa enxurrada de gente que se acha apta a fazer produção pela facilidade tecnológica. Acho que os profissionais, tanto de áudio como de imagem, devem ser mais respeitados em todos os sentidos, no sentido de valores, de prazos. Por que os preços têm de diminuir em vez de aumentar ou pelo menos ficar no mesmo patamar? Se o próprio mercado audiovisual não se valorizar, quem vai nos valorizar?

TECNOLOGIA
Não é porque vai para uma rede social, que uma produção será feita com menos qualidade do que se ela for para o horário nobre da TV. O que fazemos é um som de qualidade para qualquer fim, qualquer mídia. Para o bem, a tecnologia deixou o mercado mais democrático. Para o mal, diminuiu a preocupação com a qualidade.

PALPITES
Um filme que deverá ser bem premiado neste ano é o filme de Natal da John Lewis (rede de lojas inglesa), com Elton John. Tem também o comercial The New Normal, dirigido pelo Spike Jonzen para a MedMen, varejista de cannabis nos Estados Unidos, que tem uma música que é praticamente nada, mas é um nada que chama muito a atenção. No Brasil, eu destaco pelo menos dois trabalhos da Satélite. Fizemos uma campanha para Ipiranga, Somos Todos Pilotos, com seis filmes e uns 50 personagens. São muitos layers, o do locutor, o da música, o dos efeitos sonoros e o do som direto, entre outros. O trabalho é de uma riqueza ímpar, de muita complexidade. Também estamos com uma campanha da Natura, A Casa de Perfumaria do Brasil, com a oportunidade de fazer trabalhos com artistas brasileiros consagrados, como Dorival Caymmi, Paulinho da Viola e Tom Jobim.

MERCADOS INOVADORES
Os sul-africanos fazendo spots são imbatíveis. É uma criatividade que brota da necessidade, talvez como no Brasil. Estados Unidos e Inglaterra têm sempre uma produção absurdamente boa. Acho que o Brasil também está muito bem. Estamos batendo um bolão. Alemanha também.

D&AD
É uma premiação que se preocupa com os detalhes. Em todos os aspectos técnicos e conceituais. Tem a preocupação com o que de fato é relevante, que inovou e quebrou paradigma.

BALANÇO
O último ano foi maravilhoso para a Satélite. Além dos prêmios, temos uma equipe com muita sinergia e resultados que nos dão muito orgulho. Nosso propósito é sempre surpreender positivamente.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações