Exclusivo: teste do novo Iphone 14-S

obla di, obla dá

Tive acesso ao novo Iphone 14-S numa visita à uma loja da multinacional na Califórnia. Daqui a alguns dias, fotos e vídeos do protótipo começarão a pipocar pelas redes sociais brasileiras. O nível de aperfeiçoamento tecnológico do smartphone da Apple, dizem os especialistas da imprensa norteamericana, chegou ao estado de arte. Tanto em aprimoramento de ítens já existentes no iPhone 12-S ( a Apple, por superstição, não lançou o Iphone 13) como em novidades absolutamente incríveis.

 

Fora a nova tela gigante Retina HID-PRO, a grande inovação é que o device é quem controla seu dono. Com um software amigável e muito rápido, o usuário só precisa ligar o aparelho e apertar a tecla “Control Me”. A partir daí vira-se o Siri do Iphone: o 14-S ordena que seu dono complete as ligações telefônicas dele, clique selfies dele, baixe playlists de músicas que ele curte ou encontre  seus aplicativos favoritos.

 

Um dos “contras” do novo 14-S é a dificuldade que alguns compradores vêm tendo em sair do modo “Control Me”, fazendo o celular voltar a funcionar como um aparelho normal. Relatos de alguns poucos que conseguiram libertar-se revelam que apenas quando a bateria acaba – e ela dura 120 horas na nova versão – é possível deixar de ser operado pelo novo Iphone.

 

John Applessed, 42, disse ao jornal The Guardian que comprou um 14-S na loja londrina da Apple e foi para casa, no bairro de Finnsbury Park, testar o aparelho. Minutos depois de acionar a tecla “Control Me” foi imobilizado pelo smartphone e obrigado a fazer tarefas constrangedoras, como cortar cebolas roxas, lavar privadas e cantar trechos de ópera ao mesmo tempo que fazia alongamentos. “O 14-S berrava ’no pain, no gain’, enquanto me aplicava choques horrorosos” - confirmou o usuário, que ainda encontra-se sob cuidados médicos.

 

A Apple já está preparando um recall, mas todos os 14-S no momento se recusam a receber mensagens vindas do fabricante.

 

PRÓS

 

1200 GB de memória, navegador de internet próprio, caixa de e-mails de madeira de lei, navegador GPS humano (marinheiro neozelandês, sueco ou russo),  organizador pessoal tipo PDA humano (opcional), centenas de novos apps, uma câmera de 500 megapixels com lentes de cristal, bateria de longuíssima duração.

 

CONTRAS

 

No modo “Control Me”, o usuário pode ser escravizado pelo device. =

 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações