Passo firmes

Editorial

 

O ano de 2018 promete ser de recuperação. Depois de anos de recessão econômica, os indicadores do comércio, serviços, agricultura e produção industrial começam a mostrar sinais positivos. As vagas de emprego abertas também vem aumentando, embora ainda seja uma recuperação muito tímida dado o volume imenso de desempregados vítimas do desastrado plano econômico da ex-presidente Dilma, que levava o pedante nome de nova matriz macroeconômica. Felizmente, aquela inconsequência esta cada vez mais no passado, mesmo que infelizmente seus efeitos maléficos ainda devam durar por um bom tempo. Num país civilizado, a “presidenta”, como gostava de ser chamada, e os mentores daquele flagelo, com destaque para o famigerado Guido Mantega, estariam respondendo criminalmente nos tribunais, mas, no Brasil, seguem dando entrevistas como “especialistas” e “autoridades”. Enfim...

Diapasão sensível aos ruídos da economia, a atividade publicitária também começa a se recuperar. Percebemos isso pelo número de campanhas que estão entrando na mídia em geral e também pelas declarações cada vez mais confiantes dos dirigentes e executivos do setor, que muito sofreu com a recessão.

Este ano, teremos eleição para presidente da república. O quadro sucessório, como se diz, mostra-se bastante indefinido. O único candidato que desponta com folga nas pesquisas, o ex-presidente Lula da Silva, a cada dia se enrola mais com a Justiça e tudo indica que não conseguirá se safar do estigma de “ficha suja”, tornando-se assim impedido de sair candidato. Há uma miríade de nomes que estão se lançando na disputa, sem que nenhum de fato se destaque ainda, à exceção do capitão do exército Jair Bolsonaro. Porém, se por um lado este aparece com algum destaque nas intenções de voto, por outro, tem tido uma rejeição muito alta entre os eleitores.

Nossa torcida é a de que quem vestir a faixa presidencial a partir de 1º de janeiro do próximo ano não se lance em aventuras inconseqüentes como a do famigerado governo Dilma. Porque, ao que tudo indica, a recuperação econômica que esta apenas começando tem tudo para caminhar a passos cada vez mais firmes.

 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações