O Instagram vem se tornando o xodó dos internautas brasileiros. Naturalmente, as marcas tentam marcar presença por lá. Quando não apostam em anúncios, elas tentam atingir o público utilizando conteúdo orgânico. Um dos formatos prediletos é o stories. Qual a melhor maneira de utilizá-lo?

Em busca de respostas, PROPMARK bateu um papo com Isabela Ventura, CEO da Squid, empresa especializada em marketing de influência. A conversa se transformou numa lista de cinco dicas para extrair o máximo do formato do Instagram. Confira:

1 – Agende seus posts para a noite

A Squid processa mais de 2 milhões de stories por mês e analisou uma amostra desses conteúdos durante o mês de julho. Segundo essa pesquisa, há um volume maior de postagens nas segundas e terças no período da noite (entre 18h e 21h). A terça-feira ganha como o dia que mais tem postagens nos stories, seguida de perto pela segunda-feira.

“No entanto, o horário em que as pessoas mais assistem stories é às 23h. Este é o horário com mais impressões em quase todos os dias da semana, especialmente às sextas”, diz Isabela.

2 – Use stories com som e fisgue no começo

“O estudo que fizemos mostrou que 74% dos stories publicados são vídeos, que é um formato de conteúdo que privilegia o uso de som. Os stories em vídeo tem uma taxa de tap foward (passar para o próximo) menor do que as imagens. Isso mostra que a audiência assiste o conteúdo até o final e o áudio é uma boa ferramenta para engajar esse público”, explica a CEO.

Além disso, segue Isabela, quando o público assiste a mais de três conteúdos de uma mesma sequência, ele tende a permanecer assistindo até o último. “Por isso, crie recursos que engajem a audiência logo no início das publicações”, afirma.

3 – Não exagere

Há uma quantidade certa? Depende. O ideal é conhecer sua comunidade e como o seu público reage aos vídeos e fotos publicadas nos stories. “Mas, o nosso estudo mostrou que o engajamento cai 30% depois do 4º stories. Apesar da taxa de engajamento cair, a taxa de taps forward (seguir para o próximo) se mantém praticamente a mesma. Ou seja, as pessoas continuam assistindo ao story, mas não engajam tanto quanto nos primeiros”, explica Isabela.

Além disso, é importante lembrar que 74% do conteúdo postado nos stories são vídeos, enquanto que 26% são imagens. No entanto, as fotos nos stories engajam 25% mais que os vídeos.

4 – Use filtros

Filtro de Rexona mapeia corpo e incentiva dança no Instagram (Divulgação)

Os stories dão abertura para um conteúdo “real time”, menos plástico e interativo. Nesse sentido, o filtro e também os gifs permitem tornar o conteúdo dos stories mais divertidos. Além disso, os stickers de pesquisa, por exemplo, incentivam a participação e engajamento dos seguidores.

Muitas marcas estão apostando nisso, como foi o caso recente do filtro de Rexona e também do case de Doritos para o Rock in Rio:

Tutorial filtros #ColoRiR – Rock in Rio e Doritos

Toque na roleta e personalize seus stories com filtros exclusivos e incríveis! O Rock in Rio e DORITOS® RAINBOW vão deixar a sua experiência muito mais irada! Vamos colorir a Cidade do Rock de emoção! #RockinRio2019 #ColoRiR – Doritos

Posted by Rock in Rio on Friday, September 27, 2019

5 – Dialogue

Enquetes e perguntas mobilizam os seguidores e assim, aumentam também a sensação de pertencimento naquela comunidade. “Por isso, o Stories é um formato que deu tão certo: propicia a interação e o diálogo entre os influenciadores e o público de forma imediata”, explica a CEO.