O Facebook anunciou recentemente o Messenger Rooms. O objetivo, segundo a rede social, é tornar a conversa “em vídeo e o vídeo ao vivo mais fáceis, úteis e naturais”.

As Salas do Messenger, como são chamadas em português, podem ser criadas diretamente do Messenger ou no Facebook. É possível convidar qualquer pessoa para participar, mesmo que ela não tenha uma conta na rede. As salas poderão ter, em breve, até 50 pessoas, sem limite de tempo.

É possível criar e compartilhar salas no Facebook pelo Feed de Notícias, Grupos e Eventos.

Quando for convidado para uma sala, será possível entrar pelo seu celular ou computador – não é preciso fazer nenhum download para começar.

Se você tiver o aplicativo do Messenger, você poderá usar filtros de Realidade Aumentada (AR), como orelhas de coelho, e novos recursos de Inteligência Artificial (AI), como cenários imersivos em 360 graus e iluminação ambiente.

Quando você cria uma sala, você escolhe quem pode ver e participar dela. Você pode remover pessoas da chamada ou trancar a sala se não quiser que outras pessoas entrem.

Segundo o Facebook, o Messenger Rooms será lançado em alguns países esta semana e será expandido globalmente nas próximas.

A novidade, obviamente, bate de frente com o Zoom, aplicativo de chamadas de vídeo que vem fazendo sucesso em tempos de distanciamento social por causa da Covid-19, mas também tem enfrentado denúncia de vazamento de dados.

O próprio Mark Zuckerberg anunciou o Messenger Rooms em uma live:

Live sharing new product updates to help everyone feel more connected even while we're apart and discussing our response to Covid-19.

Live sharing some new product updates to help us all feel more connected while we're apart and discussing our response to Covid-19.

Posted by Mark Zuckerberg on Friday, April 24, 2020

A rede também revelou novidades para o WhatsApp. Em breve, será possível fazer chamadas de voz em grupo e chamadas de vídeo com até oito pessoas no app.