Divulgação

O 41º Anuário de Criação foi lançado na noite de sábado (16), durante o Festival do Clube de Criação, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. Pela primeira vez, a publicação foi dividida em dois livros: um para a categoria criativa e outro para técnica.

A diretora de criação da Globo, Mariana Sá, assina a direção de criação e de arte do trabalho, com fotos de Paulo Mancini e design de Lorena Mo. Os responsáveis pelo anuário participaram da cerimônia, que também contou com o presidente do Clube de Criação, Fernando Campos, e o diretor de comunicação da Globo, Sergio Valente.

Divulgação

A inspiração do anuário foi o tema “Nada nasce pronto” e a criação e o desenvolvimento de ideias foram comparados ao nascimento de um bebê. “Se você não cuidar dele, não alimentá-lo, não colocá-lo no colo, não educá-lo, esse bebê não vai a lugar nenhum; morre. Tão importante quanto a inspiração e o trabalho árduo de criar uma boa ideia é fazer com que ela cresça, se desenvolva e atinja o seu potencial por completo”, afirma Mariana.

“Fiquei pensando como é que nunca fizeram isso antes”, disse Campos sobre o tema.

“Ter uma peça no anuário é um orgulho muito grande para qualquer cara de criação, que vai se tornando possível com a capacidade da gente de ir ‘nascendo’ e ir entendendo as ideias”, comenta Valente.