In-houses ampliam participação no mercado dos Estados Unidos

Segundo estudo apresentado pela associação de anunciantes do país, quatro a cada cinco clientes já adotam esse método para sua publicidade

Um estudo apresentado pela Advertisers National Association (ANA), durante a ANA Masters of Marketing Conference, realizada recentemente, demonstra um crescimento abrupto da quantidade de anunciantes norte-americanos que adotam o formato de in-house agency.

Já são 78% aqueles que tem pelo menos uma parte de suas atividades de marketing produzidas por uma estrutura interna de agência. Muitos deles, claro, também trabalham com agências externas, mas o que chama atenção no estudo é que, há apenas cinco anos, eram 58% os clientes que detinham um modelo in-house para ao menos uma de suas atividades de marketing. Não à toa, a ANA vai sediar uma conferência em 2019 focada nesse tipo de agência interna.

Durante a Masters of Marketing, segundo reportou o Advertising Age, foram demonstrados diversos exemplos da tendência, como no caso da Verizon, player de telecomunicações que é um dos principais anunciantes dos Estados Unidos. A empresa tem uma in-house chamada 140 há 18 meses.

Seu COO Warren Chase desmistificou questões como a falta de criatividade desse tipo de estrutura. A 140 tem 145 funcionários, sendo 52% mulheres. Apenas 60% dos funcionários vieram de agências tradicionais e 76% são profissionais dedicados à criação.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações