Mobile marketing: previsões para 2017

2016 foi um ano de destaque para a indústria mobile. Investimentos estão em alta, times estão crescendo, entregas de dados em tempo real nunca foram tão atraentes. Mas 2017 promete ser uma jornada ainda melhor. Seleciono oito previsões para este ano. Confira:

 1.     Mistura de canais

 Assistimos à TV com um smartphone na mão. Vivemos com nossos ouvidos ligados em nossos sons favoritos. Este é só o começo. Enquanto a transmissão online de conteúdo ao vivo cresce em popularidade, enquanto carros e todo o mundo ao redor já é online, nossa TV, computador, telefone e outros dispositivos conectados estão se tornando uma experiência costurada. Nós veremos nosso mundo como uma única experiência misturada. Portanto, adapte seu negócio e seus aplicativos de acordo com esse futuro. Considere que varejistas não estão só competindo com seus vizinhos de porta. Estão competindo com aquele pequeno ícone na sua tela inicial. Para os consumidores, é a mesma atividade: compras.

 2.     O ano das Fintechs

 Operações financeiras independentes das grandes instituições cresceram como nunca em 2016 e entraram em um processo de desmistificação. As pessoas estão preferindo a praticidade da tecnologia móvel para realizar operações como ter um cartão de crédito, conta virtual, e empréstimos fáceis. Enquanto isso, os bancos correram atrás para oferecer ferramentas móveis com facilidade e praticidade aos correntistas.

 3.     Mobile Commerce continua

 Seguindo a linha da perda do medo de operar dinheiro pelo celular, as pessoas vão comprar muito mais via dispositivo móvel do que pelo desktop. O m-commerce terá seu grande auge em 2017.

 4.     Aplicativos são o centro das atividades

 Conforme a informação se liberta de nossas telas individuais, ela se torna parte do mundo todo. Por exemplo, hoje, qualquer tela que for mais conveniente vai ser a interface para o Netflix. Isso liberta as pessoas para curtirem o mundo ao redor. Além disso, conforme a Internet das Coisas e os wearables continuam a se proliferar, consumidores vão usar os smartphones muito mais como a interface primária para reunir informação e também como o controle remoto das experiências que eram somente offline.

 5.     Fraudadores ficam mais inteligentes

 Como os nossos dispositivos móveis estão se tornando o condutor para nossas vidas e nossas carteiras, os fraudadores vão continuar a investir em novas formas de burlar o sistema. Hoje, as soluções mais avançadas aprenderam a usar padrões de reconhecimento para prevenir fraudes em dispositivos. Mas nós já pegamos fraudadores tentando novos meios para ultrapassar essas proteções. Podemos esperar avanços em detecção de anomalias e automação para aumentar o nível nesse jogo de gato e rato. Com bilhões de dólares gastos em marketing de performance, este mercado está se tornando bastante interessante.

 6.     Pensamento global

 Há grandes inovações em mobile acontecendo nos EUA, que usuários na China simplesmente não aproveitam e vice-versa. Se os líderes em marketing querem olhar para oportunidades de crescimento, eles devem olhar para mercados globais.

 7.     Mais rápido que tempo real

 Siri, Google Assistant, Alexa e Cortana não vão mais responder nossas perguntas – elas vão antecipar nossas necessidades. Como profissionais do marketing, vamos tirar o máximo que pudermos de nossos dados em tempo real para construir capacidades mais inteligentes.  Porque antes que possamos perceber, nós também vamos antecipar as necessidades dos usuários – através de bots, chat apps, assistentes virtuais, e muito mais. Estamos a poucos anos de fazer o impossível.

 8.     Tecnologias mobile como realidade aumentada vão expandir experiência offline

 Já conhecemos o poder da conectividade como QR Codes, tags, realidade aumentada, reconhecimento de imagem, mas há quem esteja realmente usando isso? Para quem acredita que o QR Code estava morto, pense de novo. 18% dos usuários online dos EUA escaneiam QRCodes em lojas para pegar mais informações de produtos. Realidade aumentada já está por aqui há algum tempo, mas foi esse ano que o Pókemon Go demonstrou o poder de reunir os mundos físicos e digital por meio do mobile. Ou seja, ainda há muito o que explorar.

Daniel Junowicz é diretor para América Latina da AppsFlyer, líder mundial em métricas em tempo real de resultados de publicidade móvel

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações