Out of home ganha força com o digital

Mídia tradicional oferece soluções com abordagens diferenciadas e conquista espaço com novos anunciantes

iStock/phive2015

Mídia out of home está atraindo alguns anunciantes inusitados à medida que as soluções digitais nesse meio se expandem e as possibilidades crescem para uma abordagem mais criativa, usando conteúdo relevante em tempo real.

David McEvoy, diretor de marketing da empresa de publicidade para outdoor JCDecaux, observa que os gigantes da internet, como Google e Facebook, então investido mais em OOH. “Suas plataformas digitais são construídas em anúncios inteligentes com vídeo, de forma curta, em reprodução automática, onde o som não é iniciado. Isso é exatamente o que o OOH digital está oferecendo em grande escala”, disse McEvoy durante a Marketing Week realizada em Londres. “Out of home e mobile continuarão se convergindo”.

Esse processo está ajudando no posicionamento do OHH como um dos poucos canais de mídia tradicional a resistir aos impactos dos dispositivos digitais e móveis, pois continua crescendo (4,5% no Reino Unido em 2016, representando £1,1 milhão).  

O advento do OHH digital revolucionou a indústria. O rastreamento de localização possibilitado pelos smartphones, o crescimento da mídia programática e todas as novas abordagens estão abrindo as possibilidades para esse negócio.

Uma campanha recente da empresa de energia E.ON, por exemplo, usou sites de OOH geofencing (localização em mapa digital da posição de um objeto, provocando ações baseadas nessa posição) e depois exibiu anúncios de áudio via plataforma DAX para os consumidores que viram o cartaz. A consideração pela marca aumentou em 26% entre esses consumidores, enquanto a probabilidade de recomendação subiu para 31%.

A programática, enquanto isso, é mais do que uma simples automação de processos, de acordo com Cadi Jones, diretora de inovação comercial da Clear Channel. “Trata-se de conectar marcas de forma mais eficaz com o público, permitindo que elas entreguem a mensagem certa para a audiência correta no momento adequado”, disse a executiva.

“Em uma última análise, a programática pode revolucionar o OHH, tornando-o tão flexível, mensurável e criativo como outros meios de comunicação. Isso reduz as barreiras de compra, tornando o OOH mais fácil de ser usado”, explica Cadi. “Trará novos investimentos dos orçamentos digitais e das compras programáticas para o OHH, ajudando a aumentar o share dos meios de comunicação nesse segmento”.

Com informações do Warc

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações