Brasil
França

Laura Esteves será mentora do "See It Be It"

Projeto integra o Cannes Lions Academy e finalidade é gerar condição igualitária entre homens e mulheres

Divulgação

Um dos propósitos do Festival de Cannes de Publicidade é estimular a colocação de mais mulheres em cargos de liderança. A divisão Academy realiza anualmente cursos e palestras no projeto "See It Be It", que este ano terá 15 mentoras convidadas, entre as quais a brasileira Laura Esteves, diretora de criação da Y&R.

Ela vai tirar dúvidas sobre aumento de salário, juniorização, cultura e demandas pessoais das integrantes da classe. Laura também vai expor detalhes do seu projeto “Lei do minuto seguinte”, criado para o Ministério Público Federal de São Paulo, e classificado na shortlist do Glass Lions de 2019 (saiba mais aqui).

“Tivemos dois objetivos: desenvolver uma campanha didática e informativa e fazer com que ela traga um senso de urgência”, explicou Laura.

Na realidade, Laura queria participar do “See It Be It” e fez uma inscrição normal para tentar ser aprovada como aluna. Ficou decepcionada quando recebeu uma carta da organização do Cannes dizendo que não fora classificada. A explicação que recebeu, no entanto, se transformou em alívio.

“Minhas premiações e presença no júri de Cannes não me permitiriam estar no grupo de mentoradas, ou alunas. Então tive o privilégio de ser convidada para ser uma das 15 mentoras”, explica Laura, que terá a companhia no grupo da brasileira Gabriela Guerra, creative group head na Saatchi & Saatchi de Cingapura.

Vale lembrar que o See It Be It é um programa para criativas com/entre 5-10 anos de experiência que estão se preparando para virar diretoras de criação ou acabaram de virar. O objetivo é apoiar a próxima geração de líderes criativas femininas. No caso de Laura, além de criativa habilidosa, a profissional também era uma DC experiente. Por isso, o papel de mentora fazia mais sentido.

“Meu olhar não é só para o benefício próprio, mas entregar de volta. Minha posição é privilegiada e há dez anos tenho todas as oportunidades e vantagens de ser uma mulher na Y&R. É obrigação compartilhar o investimento que a empresa fez em mim e isso é uma exceção. Pessoas chaves da Y&R que me deram essa oportunidade e tenho certeza de que no nosso meio não é padrão. Nem tudo são barreiras e dificuldades. Meu mínimo é dividir”, finalizou Laura.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações