Data Business Intelligence chega ao Brasil em evento do Havas

Data Driven Day foi na ESPM com executivos da IBM, Adobe e Expedia VR

A Data Business Intelligence (DBI) chegou ao Brasil. A empresa de consultoria do Grupo Havas é especializada em big data analytics e se apresentou oficialmente no encontro Data Driven Day nesta quarta-feira (8) na ESPM, em São Paulo. O evento foi feito simultaneamente em seis países, nas cidades de Bogotá, Buenos Aires, Ciudad de México, Lima e Miami.

A programação focada em fomentar a cultura "data-driven" teve as palestras de Claudia Muchaluat, Chief Digital Officer para a América Latina da IBM, Fernando Teixeira, head of practice, advertising da Adobe, e de Carolina Piber, VP de marketing da Expedia VR no Brasil. 

O evento foi idealizado para um público formado por C-Levels, VPs e diretores de todos os segmentos de mercado, com o objetivo de estimular a reflexão sobre como as empresas podem aproveitar dados e tecnologia, aumentar a competitividade e otimizar seus negócios. 

Alê Oliveira

Marcos Chehab, head of product da Havas, comentou que mais do que apresentações, o evento foi feito para discutir o futuro dos dados no Brasil. Segundo ele, durante muito tempo data tem sido um dos principais desafios das agências de publicidade e principalmente de seus clientes.

"Temos um generation gap muito grande, em que o tomador de decisão muitas vezes desconhece a tecnologia, e as pessoas que conhecem não têm poder de decisão. O objetivo desse evento é como colocar todo mundo em uma sala, incentivar a formação de comitês nas empresas para aplicar soluções. Além disso, estamos trazendo a DBI para o Brasil para prestar os clientes brasileiros um serviço local, que é diferente de só ter a experiência de dados  ou a nálise fria de números sem o termômetro e tempero do país. É bom para a economia e para os profissionais daqui por gerar oportunidades de emprego, aperfeiçoamento e educação", comenta.

Alê Oliveira

O executivo também destaca o investimento na DBI como uma forma de mostrar a imagem de um Grupo que tem soluções de comunicação, muito mais do que uma holding de agências de publicidade. "O mercado como um todo está passando por uma transormação importante. O nosso grau de interlocução dentro do cliente tem que ser muito mais profundo e voltado aos negócios do que só voltado em criatividade e comunicação. O Grupo fazer um investimento como esse de comprar uma empresa como o DBI é um sinal claro de que ele quer estar na frente nesse mercado utilizando dados para a criatividade e tomada de decisão", afirma.

Alê Oliveira

A DBI tem sede em Paris e mais de 20 escritórios no mundo. A empresa fornece soluções digitais e práticas recomendadas para empresas, e seu portfólio tem clientes como Mercado Livre, Telefónica, Fox, DirectV, L'Oréal, Santander e Unicef. No Brasil, pretende atender tanto os clientes locais quanto os internacionais. 

Segundo Juan Damia, CEO da DBI Latin America, apenas uma em cada 10 empresas da América Latina está conseguindo passar da informação à ação. “O problema não é técnico, mas cultural. A maioria das empresas que conhecemos hoje - mesmo as mais tecnológicas - começou em uma época em que a informação era escassa. Não é incomum ver empresas que não têm uma mentalidade voltada para os dados", comenta.

Alê Oliveira

Confira na próxima edição do PROPMARK uma reportagem sobre os alguns pontos abordados nas palestras de Claudia e Teixeira.

Leia mais
Andrea Siqueira é contratada pela BETC/Havas
Nova lei geral para dados é aprovada no Senado brasileiro

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações