Terry Savage vai deixar o Cannes Lions depois de 33 anos

Executivo já atou como representante da Austrália, CEO e atualmente era presidente

Terry Savage vai deixar o Cannes Lions após o término da edição de 2018. Ele trabalhou 33 anos para o festival, iniciando sua carreira como representante da Austrália, depois como CEO e na última década como presidente.

Durante o anúncio, feito nesta sexta-feira (08), ele disse: “A criatividade tem sido central em tudo o que acredito e tendo gasto parte da minha carreira envolvida com o Cannes Lions, afirmo que a criatividade, em todas as suas formas variadas, continuará a prosperar e será o centro do palco. O festival sempre evoluiu e estou certo de que continuará a evoluir à medida que a indústria mudar e prosperar como tem sido há 65 anos”.

Divulgação

“Depois de Cannes, através das oportunidades de negócios que tenho tido diante de mim, vou continuar garantindo que o profundo impacto comercial e social da criatividade ocupe um lugar preeminente em organizações de todo o mundo e espero ajudar os outros a alcançar uma “posição de mentalidade”.

Philip Thomas, CEO da Ascential Events, comentou: "Terry tem sido uma figura enorme na história do Cannes Lions por décadas – aqueles que o conhecem sabem que ele é uma grande personalidade com grande paixão pela criatividade e pelo festival. Ele sai com os nossos melhores desejos para o futuro”, disse. 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações