“Brasil é um mercado maravilhoso”, diz VP do Google

Brad Bender, responsável por anúncios em vídeo e display, fala ao PROPMARK

Alê Oliveira

Brad Bender, vice-presidente de anúncios display e em vídeos do Google está na empresa há 11 anos e só na publicidade já trabalha há 20. Com toda essa bagagem, o executivo acredita que este é o momento do digital.

"Quando você olha amplamente para a história da publicidade, começou com placa na estrada, se transformou em outdoor, print, rádio, televisão e é realmente uma questão de onde o usuário está gastando seu tempo e cada vez mais ele está passando em ambientes digitais. Vídeo é um componente desse conjunto e, naturalmente, veremos um crescimento disso", afirma.

Em entrevista ao PROPMARK na Google Beach localizada na Riviera Francesa, em Cannes, Bender ressaltou os recém lançados os novos formatos Discovery Ads. "Anunciamos há aproximadamente um mês atrás que estamos dando aos anunciantes a possibilidade de atingirem os usuários não só quando eles estão buscando por algo específico, mas também quando eles estão abertos a descobrir algo novo", relata o executivo.

A ferramenta, ainda em fase beta e a ser lançada globalmente no fim do ano, terá como plataformas o Youtube, a aba Discover e o Gmail. "Acho que representa uma enorme oportunidade para as marcas alcançarem pessoas nestes momentos em que elas estão em ambientes baseados em feed, estão neste ciclo de descobrir pela consideração, pela ação e nós podemos ter o poder da intenção ao longo dos muitos serviços do Google para alcançar usuários nestes momentos que importam", explica.

Mas como atingir o internauta e explorar sua intenção de compra sem ferir a privacidade? Segundo o VP, a gigante da tecnologia acredita que o tema é "extremamente importante". "Um dos elementos-chave aqui é que o usuário sempre pode ir nas suas configurações de anúncios para ver o que está sendo potencialmente utilizado para direcionar a publicidade e também desmarcar tudo inteiramente. Nós, na verdade, vimos muito o uso de nossas configurações de anúncio, algo em torno de 30 mil usuários visitando-as por hora", revela Bender. "É importante que o usuário tenha controle sobre sua experiência com anúncios", complementa.

Sobre o GDPR (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados), Em princípio, Bender acredita que não há problema algum com tal regulação e o Google. "Estamos muito alinhados para onde o GDPR está indo, na medida em que realmente permite transparência e controle para os usuários. Uma boa parte do que fazemos é ajudar nossos parceiros a se certificarem que eles estão prontos para as implicações da GDPR porque isso é importante", explica o VP.

Perguntado sobre a inovação no formato de anúncios display, Bender revelou alguns planos criativos do Google sobre o tema. "Vemos muita inovação criativa acontecendo no formato display. Aqui em Cannes estamos mostrando alguma das últimas que experimentamos com Realidade Aumentada, coisas como display ads utilizando conversação. Você pode ter uma interação. Você pode interagir com a marca no próprio display", revela o executivo.

Sobre o Brasil, apesar dos entreveros econômicos, Bender se mostra entusiasmado. "É um mercado maravilhoso", diz. Questionado se a empresa prefere os investimentos dos grandes players do mercado ou dos pequenos negócios, o VP afirma que a estratégia está alinhada à missão da companhia: organizar a informação mundial e torná-la universalmente acessível e útil. "Nós queremos ter meios para negócios de todos os tamanhos terem sucesso", afirma.

Além disso, o executivo ressaltou que a preocupação da empresa em combater os anúncios maliciosos é uma parte importante para o Google. "Temos times que estão focados em o que chamamos de integridade dos anúncios. Spam, fraude, etc. É incrivelmente importante para nós e utilizamos o nosso algoritmo também para combater isso. Todo ano lançamos o Bad Ads Report e sempre milhões são barrados já na primeira etapa e centenas de milhares são desativados posteriormente. Então, é uma área bem importante. É um problema global, não só no Brasil. A realidade é que focamos nisso, mas os atores ruins continuam surgindo, não é um problema que irá sumir, mas nós o tratamos de maneira muito séria", comenta.

Por fim, Bender citou o mercado das agências no Brasil. "Ficaremos felizes em fazer parcerias com as agências brasileiras. Nós trabalhamos com agências de todos os tamanhos e, dependendo das necessidades delas, temos ferramentas como Display & Video 360º que podem ajudar a execução e otimizar os serviços", finaliza.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações