Crenças sólidas

Criatividade, inovação, entrega e relações de longo prazo com clientes e funcionários são os pontos fortes da AlmapBBDO, a agência mais premiada do Brasil

 

 As prateleiras onde os troféus da Almap estão expostos precisam constantemente ser ampliadas. Afinal, há mais de 25 anos ela se destaca na conquista de prêmios não só no Brasil, mas também nos principais festivais internacionais de publicidade. Para ficar apenas nas últimas duas décadas, foi a agência mais premiada do mundo em 2004, 2005 e 2010, segundo o Gunn Report. Foi também a Agência do Ano no Festival de Cannes em 2000, 2010, 2011 e 2016. Atualmente, com Cintia Gonçalves e Luiz Sanches no comando, soma 223 Leões em Cannes. Entre eles, o primeiro de ouro do país na categoria Mobile e um Grand Prix de Press, com a campanha para a revista Billboard. Por três vezes, a AlmapBBDO foi eleita a agência mais premiada do mundo pelo Big Won. Em 2016, ganhou, pela quarta vez consecutiva, o Gran Effie com o case para O Boticário, sendo a agência mais premiada do Effie Award Brasil.

Para a Almap, ter tantos prêmios é apenas o coroamento de uma entrega eficaz, é sinal de que o trabalho para o negócio do cliente funciona. “A gente acredita muito em relações longas, com os nossos clientes e funcionários. E acreditamos que fazemos o tempo todo ideias e estratégias criativas que dão retorno ao investimento do cliente”, sintetiza Filipe Bartholomeu, VP executivo de operações e negócios da agência.

 

O tempo de casa dele é uma prova da filosofia da Almap de cultivar relações de longo prazo com a equipe: Filipe está na agência há mais de 18 anos, algo raro no Brasil quando se trata de um profissional de primeiro time. Cintia Gonçalves, sócia-diretora de planejamento e de operações, fala que reter e atrair novos talentos para a agência “é um tema que discutimos todo dia. É por isso que temos um supertime sênior aqui, não só os clientes são de longo prazo, mas nossos talentos estão aqui há muito tempo.”

Luiz Sanches, sócio-diretor geral de criação, afirma que outra crença fundamental da Almap é a de que não adianta ter uma bagagem imensa de informações sobre o cliente, se isso não se transformar em algo que ele classifica como imensurável, que é a criatividade construindo um discurso sedutor, inspirador. “Tem uma coisa que não se consegue mensurar, que é a criatividade. A gente cria coisas inspiradoras, mas para se chegar lá temos de conhecer os clientes, ter os talentos e também a cada dia conhecer mais as pessoas.” O segredo, continua Sanchez, “é desenvolver trabalhos que inspirem, as marcas têm de ser desejadas e isso só ocorre quando elas optam por discursos que são ‘menos comuns’. Hoje em dia, vemos que as marcas maduras optam por temas mais ousados, não têm medo de experimentar o novo, o inesperado. Se o teu discurso não for sedutor, o consumidor te bloqueia em todos os meios a que ele tem acesso. A propaganda tem o talento de despertar o desejo que as pessoas não sabem que precisam. Se elas passam a desejar é porque isso foi despertado nelas.”

 

Cintia fala que o momento é de transformação, porque a criatividade trabalha cada vez mais em múltiplas plataformas. Criando novas possibilidades de contar histórias sobre as marcas. Mas não apenas isso, diz ela, “não é só a propaganda no sentido tradicional, de mensagem passiva, mas de novas entregas. Você tem nessas novas plataformas inúmeros recursos, como o e-commerce, por exemplo.”

 

Sanchez dá a receita de como a Almap trabalha essa realidade. “Muitas agências gastam o tempo prospectando novos clientes. Nós prospectamos os nossos clientes! Manter uma conta é difícil. Por isso, a gente se reinventa sempre”. Ele exemplifica com alguns cases. “Para Havaianas, criamos este ano uma campanha global, ‘Havaianas Summer’, que as pessoas comentavam nas ruas; O Boticário, a gente praticamente domina o território da beleza; Elma Chips traz um discurso de diversidade, somos pioneiros nisso com Doritos (ver cases).”

 

Filipe reforça a argumentação de Sanchez com outro exemplo recente. “Acreditamos em ROI, especialmente se for feito com criatividade. Dentro do ROI, evoluímos muito nessa praia nos últimos tempos: fazemos uma microssegmentação de mensagem, para aproveitar o target de mídia programática. Como a gente consegue ter esse conhecimento? Por exemplo, para a Gol temos um trabalho muito forte de ROI. A gente ressignificou a Gol no target do viajante costumaz (flip in flight). Não ficamos só no low cost, com a campanha ‘Novos tempos no ar’.   Foi todo um processo, de os funcionários se sentirem parte disso, de os produtos estarem sintonizados com esse posicionamento.”

 

Cintia cita outro case de sucesso recente, criado para a Volkswagen, um dos clientes mais antigos da agência. Produzimos uma série em mídias sociais na qual o produto não é o protagonista principal. Fomos atrás de um tipo de série que atrai o consumidor da Volks, muito baseado em referências de viagem. Temos na agência uma sala onde monitoramos a série. Se percebermos que determinado personagem está em evidência, aqui dizemos que ele está na ‘zona de calor’, então vamos trabalhar melhor seu papel.”  Filipe complementa, “nós esmiuçamos quem seria o target e toda a entrega é levada pelo conhecimento gerado por esses dados. A classe média aspiracional assiste muitas séries, então temos hoje um seriado de entretenimento, que não tem um cara de produto, com quase 20 milhões de views. A gente conhece determinado target e através de uma comunicação criativa geramos o resultado. “Crescemos substancialmente no escopo de quase todos os clientes nesses últimos 12 meses.”

 

Sanchez finaliza: “Data é commoditie, mas qual é interessante para levar para a criação. O inverso também é verdadeiro: ter uma ideia e levar para qual meio? Aqui, nós sabemos fazer isso com competência”.

 

Cases:

DORITOS RAINBOW

Doritos, uma marca que sempre foi referência em ousadia no mundo, estava começando a perder sua força no Brasil e cada vez mais se tornando indiferente para o target, os millennials. Um dos salgadinhos mais caros, tinha tudo para perder ainda mais espaço na cesta de compras.  Devido a todos esses pontos de atenção, no início de 2017, Doritos passou por um processo de revisão de marca para entender como os próximos movimentos de comunicação poderiam ajudá-lo a voltar a ser referência entre o target e deixar de sofrer na guerra por preço. Para isso, a principal frente de trabalho foi atualizar o significado de “For the bold”.  O que antes significava adrenalina e comer coisas apimentadas, agora seria “Romper com a lógica das coisas, questionar padrões” e contrariar expectativas. E muito disso tinha como motivador a busca de um estilo de vida mais autêntico e verdadeiro. O primeiro movimento da marca com esse novo olhar havia sido justamente o lançamento de Doritos Mystery.  Seguindo essa estratégia, no mês do Orgulho LGBT Doritos trouxe para o Brasil o “Doritos Rainbow”. Uma edição limitada com as tortilhas coloridas em homenagem às cores do movimento pela diversidade.

 

 

DORITOS MYSTERY

Doritos, uma marca que sempre foi referência em ousadia no mundo, seu slogan diz tudo: “For the bold”.  Mas estava começando a perder sua força no Brasil e cada vez mais se tornando indiferente para os jovens.  E, para piorar, o cenário econômico sem perspectiva de melhora estava pressionando para seguir um caminho “100% selling oriented”. Tanto que o próximo movimento da marca seria o lançamento de dois novos sabores, uma estratégia conhecida da categoria para alavancar rapidamente as vendas.  Esse case conta um pouco sobre como olhar para um cenário que não era nada favorável, nem pelo ponto de vista de negócio e muito menos pelo de marca, e conseguir enxergar uma oportunidade.  Entendendo que o significado do que é ser bold hoje tem muito mais a ver com romper com a lógica das convenções, lançar o produto sob essa ótica:  Não revelar os sabores.  Usarum artifício de vendas para recuperar conexão com a marca em vez de um esforço institucional.  Criar um storytelling com um final frustrante e nada convencional. Interagimos com as pessoas de forma rude e até um pouco esnobe. Falar para a geração que sabe de tudo que ela não saberia os sabores do lançamento. E desafiar o poder da internet.

 

GOL+ CONFORTO

Na aviação, os principais drivers de escolha de uma companhia aérea são preço e disponibilidade de destinos e horários. E nesses quesitos, hoje, GOL e LATAM possuem uma oferta muito parecida. Nesse cenário, a GOL começou a perder vantagem competitiva. Por ser focada em low cost, com os preços equiparados, a sua experiência de bordo mais simples deixava a decisão por voar GOL mais difícil. Ciente disso - e mesmo sendo líder de mercado -, a GOL começou a mudar sua experiência de bordo. E uma das questões centrais para trazer mais diferencial na experiência de voar estava no conforto. Tão ou mais importante até que o serviço de bordo, o espaço entre as poltronas era um driver de desempate na escolha.  Por conta disso, em 2014, a GOL reconfigurou suas aeronaves e passou a oferecer mais espaço entre todos os seus assentos. Mais do que isso, a GOL também lançou um novo produto: o GOL+CONFORTO, que conferia 10 cm a mais de espaço e 50% mais em reclínio de poltrona.

 

ANTARCTICA

Um novo jeito de comunicar cerveja, uma virada ousada que transformou toda a comunicação da marca em um projeto único de branded content. Líder no seu mercado, o Rio de Janeiro, Antarctica abandonou os códigos comuns à categoria, e o formato tradicional de propaganda, para lançar uma abordagem mais moderna e envolvente. Reinventou a comunicação, trazendo conteúdo relevante junto a um formato inédito. Esse case conta a história da webserie “Antarctica - Coisa boa gera coisa boa”. Um movimento inédito, que não só quebrou recordes de Ad Recall, mas fortaleceu Antarctica como marca ícone do coração do carioca.

 

 

O BOTICÁRIO: 10 ANOS
ACREDITANDO NA BELEZA

Nos últimos 10 anos, o mercado de beleza dobrou de tamanho no Brasil. Para aproveitar este crescimento e ganhar o coração das pessoas, O Boticário precisava rever a sua proposta. Ir além da perfumaria e buscar uma verdade sobre a beleza, capaz de englobar também outras categorias, como cremes, maquiagens e cuidados masculinos. O mundo tratava a beleza como algo supérfluo e os concorrentes se posicionavam contra tudo que não era real ou natural. Um discurso politicamente correto, mas que não refletia uma verdade absoluta. Pesquisas mostravam que beleza exterior era sim desejada, e as pessoas queriam se libertar da culpa de se fazerem bonitas, porque isso as fazia se sentir bem. Assim, o Boticário lança um novo posicionamento, “Acredite na Beleza”, mostrando que a beleza pode transformar as pessoas, os sentimentos e até mesmo a sociedade. Foram os primeiros passos de uma longa jornada que, no longo prazo, transformariam o Boticário na marca mais amada em beleza.

 

 

O BOTICÁRIO: INSENSATEZ

A luta por direitos humanos está mudando o mercado da beleza. Uma de suas bandeiras, a quebra dos estereótipos de gênero, alterou a dinâmica do mercado brasileiro de perfumes.  A liberdade de consumir produtos que não fossem masculinos ou femininos impulsionou o segmento de perfumes unissex, que cresceu 126% entre 2011 e 2016. Quando o assunto é gênero, a questão não é mais sobre assumir ou ter um lado, é muito mais sobre não ter nenhum (genderless) e transitar entre eles (fluidez de gênero). Deste insight, veio a ideia: “Insensato é não ser você”, uma linha para quem quer mostrar
ao mundo sua verdadeira identidade, sem seguir regras.

 

 

PEPSI TWIST

Pepsi sempre travou uma difícil batalha com a Coca-Cola pela preferência dos brasileiros. Em 2002, com o lançamento de Pepsi Twist, a marca incomodou de verdade com um produto novo e comunicação totalmente irreverente a ponto de a Coca também lançar a própria versão com limão, descontinuada algum tempo depois. Mas o tempo foi passando e, enquanto a concorrência não parava de inovar, Pepsi Twist não trouxe nenhuma novidade. Com isso, ficou esquecida e deixou de ser uma opção na hora de pedir um
refrigerante. Como fazer Twist chamar a atenção e voltar a ser considerada sem nenhuma novidade de produto? Falando com os jovens que consomem refrigerante descobriu-se que Pepsi precisava retomar sua irreverência, sair da mesmice e dar voz a eles. Se não podia-se quebrar essa mesmice com um novo produto, precisávamos criar uma novidade de comunicação. Criou-se então uma história para trazer novos dubladores para a famosa voz do limão. A escolha passou desde celebridades irreverentes até os próprios consumidores. Na TV,  foi lançado o problema e as pessoas foram chamadas para acompanhar a história nas redes sociais. Na internet, Pepsi e os Limões respondiam e interagiam com as pessoas, com a acidez típicas desses personagens. Cada nova execução, trouxe uma novidade diferente, como uma nova voz para o limão entre celebridades, o próprio consumidor e até dubladores profissionais que se candidataram a participar espontaneamente. Twist voltou a estar em evidência com as pessoas torcendo e participando a cada novo episódio da história. Monitorou-se o engajamento das pessoas com cada possível dublador e ao final foi definida a voz do limão. Sem um produto novo, mas com um jeito novo de engajar seus consumidores.

 

 

HAVAIANAS

Havaianas está em todo o Brasil. De vitrines sofisticadas a hipermercados. Dos pés de pessoas comuns aos de celebridades internacionais. Mas nem sempre foi assim. Lançada em 1962 e depois de 32 anos sem atualizações em produto e em comunicação, Havaianas passou por um período de forte declínio, com queda nas vendas e desgaste de sua imagem. Para reverter esse cenário foi necessária uma virada na comunicação da marca. Adotou-se um caminho que falava tanto com o topo quanto com a base da pirâmide. O sucesso de longo prazo da comunicação de Havaianas contribuiu para: 1. A reversão da percepção de produto “brega”, que dá vergonha de usar - quebrou barreiras de uso, Havaianas é usada por todo mundo nas mais diversas ocasiões;  Ícone da moda - reconhecida pelo Moma Nova Iorque como grande ícone da moda.  2. A transformação de um chinelo “pobre” numa marca desejada e amada por brasileiros de todas as classes - conquistou diferentes públicos, do simples ao sofisticado; Agregou valor e prestígio à marca - transformou um simples chinelo de borracha em acessório de moda; Índices de interesse muito acima da norma dos filmes mais bem avaliados pela Ipsos.  3. A reversão da forte queda em suas vendas, o ganho de share volume e valor, e a viabilização de Havaianas como um negócio de sucesso em mais de 120 países - atualmente, a cada ano, são vendidos mais de 210 milhões de pares de Havaianas, incluindo sandálias fechadas e alpargatas, para todas as ocasiões. 575.342 pares/dia, 23 mil pares/hora, 399 pares/minuto, 6 pares/segundo. (fonte: site da Alpargatas)

 

 

IFOOD

Em 2015, quase 90% dos pedidos de delivery de comida ainda eram feitos por telefone. Um cenário que parecia perfeito para o apetite do iFood, o primeiro aplicativo de delivery do Brasil. O hábito automático de pedir comida por telefone era o maior inimigo da marca. Nada mais natural então do que voltar toda a comunicação contra esse “concorrente”. Foi o que o iFood fez durante anos, destacando os “perrengues” de pedir comida pelo telefone. Só que todo esse esforço não foi capaz de aumentar significativamente os pedidos no aplicativo. O primeiro passo foi entender o comportamento de quem estava acostumado a pedir delivery. Descobriu-se que - muito além do telefone - uma série de outros “inimigos” travavam a mudança de hábito para o aplicativo. Descobriu-se também que enquanto o delivery era tradicionalmente ligado à pizza do sábado à noite, iFood abria uma variedade de ocasiões e pratos nunca vista. iFood poderia ser o Google da comida, onde as pessoas encontravam resposta para a fome junkie ou para a saudável, para ganhar tempo no trabalho ou ficar com a família, para aquela fome urgente ou para receber amigos. Ifood era um jeito mais prático, confiável e variado de pedir comida. Para todo tipo de pessoa, para qualquer tipo de fome. Enquanto a TV buscava falar com diferentes públicos nos horários da fome, a mídia exterior nas principais capitais tornava a marca mais conhecida e com maior estatura. Na internet, a marca se aproximava das pessoas esbanjando simpatia e pegando carona em temas populares como culinária e entretenimento. Com simplicidade e bom humor, a campanha chamou a atenção dos mais diferentes tipos de pessoas, e novos públicos passaram a se identificar com iFood. E o mais importante, o jeito de pedir comida no Brasil mudou.

 

 

Principais executivos

Cintia Gonçalves
Sócia-diretora de Planejamento
e de Operações

Luiz Sanches
Sócio-diretor geral de Criação

Filipe Bartholomeu
VP Executivo de Operações e Negócios

João Gabriel Fernandes
VP de Planejamento

Sergio Katz
VP de Planejamento

Bruno Prosperi
Diretor-executivo de Criação

Camilla Massari
VP de Atendimento

Cristina Chacon
VP de Atendimento

Alexandre Grynberg
VP de Atendimento

Brian Crotty
VP de Mídia

Luis Padilha
VP de Mídia

Diretores de Criação:

André Gola
Keka Morelle 
Luciana Haguiara 
Marcelo Nogueira 

Marco Aurélio Gianelli (Pernil),
Marcus Sulzbacher 
Ricardo Chester e Rynaldo Gondim

 

 

 

Clientes

Alpargatas (Havaianas)

Ambev (Antarctica Pilsen)

Bauducco

Bradesco Seguros

Conar

Editora Todas as Culturas

Elma Chips

Gallo

Gol Linhas Aéreas

HP Inc. e HPE

iFood, Spoon Rocket e Next

SC Johnson (ceras, inseticidas e repelente)

MAN Latin America

Mars Brasil (Snickers, Twix, M&Ms, Pedigree, Whiskas)

O Boticário

Panamericana Escola de Arte e Design

Pepsi

Visa

Volkswagen

Getty Images

 

Prêmios

RPCannes Festival
223 Leões, de 1994 a 2017 
Agência do Ano, em 2000, 2010, 2011 e 2016

Clio Awards
144 estatuetas, de 1998 a 2016
Agência do Ano, em 2010 e 2011
Agência Brasileira, em 2005, 2009 e 2016
Em 2016: primeiro Grand Clio em Print para o Brasil + 9 troféus

Gunn Report
Mais premiada da América Latina e do Brasil.
Mais premiada do mundo, em 2004, 2005, 2010.                       Das 18 edições do Gunn Report, é a mais premiada do Brasil em 15 delas: 2000, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2015, 2016 – AlmapBBDO lidera
ranking nacional

Effie Awards Brasil
4 Gran Effies: 2011 (Pepsi), 2013 (Visa), 2015 (O Boticário) e 2016 (O Boticário)
Em 2016: soma quatro dos nove Grand Effie Brasil desde que o festival começou no país. Pelo segundo ano consecutivo, leva o GP e mais o Ouro em campanha criada para O Boticário.

El Ojo de Iberoamerica
253 prêmios até 2016
Sete vezes Melhor Agência Ibero-americana
14 vezes Melhor Agência Brasileira
Três vezes Luiz Sanches como Melhor Criativo Ibero-americano
Em 2016: Melhor Agência Ibero-americana, Melhor Agência Brasileira, Melhor Criativo do Brasil e Ibero-americano para Luiz Sanches. Dois Gran Ojo (Produção Gráfica e Produção Digital), Melhor Ideia Local (Brasil) e Prata para Melhor Ideia Latina. 15 Ouros, de 17 Pratas e de 14 Bronzes.
52 troféus (total).

London International Awards
Agência brasileira mais premiada, em 2009, 2012 e 2016.
75 troféus no London Internacional Awards até hoje

El Sol
Mais premiada do Brasil, em 2016
Agência do Ano, em 2004, 2009, 2010 e 2011

Advertising Age
Primeira brasileira a ser escolhida a Agência Internacional do Ano, em 2000

Festival Ibero-Americano de Publicidade (FIAP)
Agência do ano por 9 vezes (2000, 2004, 2005, 2006, 2009, 2010, 2012, 2013 e 2014). 

Big Won
Mais premiada da América Latina, em 2016.
Luiz Sanches: 1º diretor-geral de criação da América Latina
Agência mais premiada do mundo, em 2009, 2010 e 2011

Clube de Criação de São Paulo
Agência mais premiada há 14 anos
Em 2016, Agência mais premiada

D&AD
85 Lápis no “The Pencil Rankings”
Agência mais premiada da América Latina no The New York Festival em 2016
The One Show: agência brasileira mais premiada em 2004, 2010, 2011, 2012 e 2013.
Prêmio Colunistas: Agência do Ano por dez vezes consecutivas neste século.

 

Ranking criativos mais
premiados em Cannes 2016

Diretor Criativo
1. Bruno Prosperi - AlmapBBDO Sao Paulo - Brazil
2. Benjamin Yung Jr./Pernil/Marcelo Noguira/Andre Gola -
AlmapBBDO - Sao Paulo - Brazil

Diretor de Arte
1. Andre Sallowicz - AlmapBBDO - Sao Paulo - Brazil

Redator 
5. Daniel Oksenberg - AlmapBBDO - Sao Paulo – Brazil

 

Cannes 2017

Outdoor
Prata
Cup, Matches, Bowl
Havaianas

Prata
Delicious Hapiness, Endless Energy, Free Spirit, Instant Friendship, Pure Spontaneity
Havaianas

Bronze
Nosferatu
Getty Images

Print & Publishing
Ouro
Cup, Matches, Bowl
Havaianas

Ouro
Cup, Matches, Bowl
Havaianas

Prata
Delicious Hapiness, Endless Energy, Free Spirit, Instant Friendship, Pure Spontaneity
Havaianas

Prata
Delicious Hapiness, Endless Energy, Free Spirit, Instant Friendship, Pure Spontaneity
Havaianas

Promo & Activation
Prata
Nosferatu
Getty Images

Cyber
Prata
Nosferatu
Getty Images

Prata
Nosferatu
Getty Images

Digital Craft
Ouro
Nosferatu
Getty Images  

Bronze
Nosferatu
Getty Images 

Shortlist
Direct
Nosferatu
Getty Images

Outdoor
Nosferatu
Getty Images

Design
Made of Brazilian Summer
Havaianas

Made of Brazilian Summer
Havaianas

FilmCraft
Nosferatu
Getty Images

Nosferatu
Getty Images

Radio
Nosferatu
Getty Images

 

 

 

Fiap 2017

AlmapBBDO é Agência do Ano e foi a mais premiada, com 22 prêmios, mais de dois terços do total de 32 conquistados pelo Brasil nesta edição. Além disso, elegeu o Anunciante do Ano, Getty Images, com o case “Nosferatu”, como responsável pela maioria de suas conquistas, repetindo o bom resultado obtido em Cannes.

A Almap foi também a primeira agência a ganhar o Grand Slam, conquistando um Sol de Ouro em cada uma das quatro grandes áreas do festival (Formatos, Inovação, Anúncios e Produção).

 

Formatos

Vídeo para marcas
1. AlmapBBDO Brasil - Nosferatu - Getty Images - Sol de Ouro

Live experience
2. AlmapBBDO Brasil - Nosferatu - Getty Images - Sol de Prata

Conteúdo de música
3. AlmapBBDO Brasil - Nosferatu - Getty Images - Sol de Prata

INOVAÇÃO
Inovação e Entretenimento
5. AlmapBBDO Brasil - Nosferatu - Getty Images - Sol de Bronze

ANÚNCIOS
Televisão/Cinema - Automóveis
8. AlmapBBDO Brasil - Made of Brazilian Summer - Part 2 - Alpargatas - Havaianas - Sol de Ouro

11. AlmapBBDO Brasil - Made of BrazilianSummer - Alpargatas - Havaianas - Sol de Ouro

Via pública - campanhas
12. AlmapBBDO Brasil - Made of Brazilian Summer - Alpargatas - Havaianas - Sol de Ouro

Campanhas integradas
13. AlmapBBDO Brasil - Nosferatu - Getty Images - Sol de Ouro
14. AlmapBBDO Brasil - Made of Brazilian Summer - Alpargatas - Havaianas - Sol de Ouro

Design
15. AlmapBBDO Brasil - Made of Brazilian Summer - Alpargatas - Havaianas - Sol de Prata

Melhor conceito
16. AlmapBBDO Brasil - Made of Brazilian Summer - Alpargatas - Havaianas - Sol de Prata

Melhor uso da cultura local
17. AlmapBBDO Brasil - Made of Brazilian Summer - Alpargatas - Havaianas - Sol de Prata

 PRODUÇÃO
Técnica de produção audiovisual - música adaptada/música original/desenho de som/canção/jingle/áudio
18. AlmapBBDO Brasil - Nosferatu - Getty Images - Sol de Ouro (desenho de som)
Técnicas de Produção Gráfica - direção de arte

20. AlmapBBDO Brasil - Matches - Alpargatas - Havaianas - Sol de Prata
Técnicas de Produção Digital - Interface e navegação

  1. AlmapBBDO Brasil - Nosferatu - Getty Images - Sol de Ouro
  2.  

 

Clio Awards 2017

Nosferatu – Direct – Ouro

Nosferatu – Audio Technique – Prata

Nosferatu – Branded Entertainment – Bronze

Havaianas Made in Brasil – Print Technique – Bronze

 

Short List

Nosferatu – Digital/Mobile

Nosferatu – Digital/Mobile Technique

Havaianas Made in Brasil – Print

 

 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações