Para Cannes e além

Após participar pela primeira vez de um júri no Festival de Cannes, em Brand Experience & Activation, Marcelo Lenhard, fundador e CEO da Hands conta um pouco da sua trajetória profissional

Após organizar as festas e eventos da sua turma de educação física, Marcelo Lenhard, fundador e CEO da Hands, descobriu que tinha tino para a publicidade e para o Live Marketing. Em 2019, pela primeira vez, vai compor o júri no Festival de Cannes na categoria Brand Experience & Activation e ele conta, com exclusividade à revista Propaganda, um pouco da sua trajetória até aqui.

 

INÍCIO  

Nascido no bairro da Saúde, em São Paulo, Marcelo Lenhard cursava educação física e era responsável por organizar as festas e eventos da turma. O ano era 1995 e foi quando ele percebeu que poderia mudar de área.

 

“Vi ali [nas festas e eventos] um mundo de oportunidades e fui em busca de patrocínios. Comecei a lidar então com um mercado corporativo. Quando percebi, já estava em outro curso, me formei publicitário em 1999. Como eu não tinha portfolio na época, resolvi criar projetos e campanhas sem que as marcas me pedissem, surgindo a Hands e o conceito de projeto proprietário”, afirma.

 

Para Lenhard, o curso, no entanto, é diferente do mercado. “O dia a dia é bastante diferente, sim. Na sala de aula temos uma ideia e quando vamos para o mercado percebemos que é muito mais profundo, mas claro que temos uma base ótima.” 

 

HANDS

A agência de live marketing Hands, fundada por Lenhard, acumula diversos cases com marcas como YouTube, Waze e Heineken, entre outros. “A Hands tem uma história muito importante na minha vida. Depois dos meus filhos, o trabalho é a coisa mais importante para mim. A Hands é 100% da minha história profissional, desde o dia que comecei, em 1999, com a agência, completando agora 20 anos”, diz.

 

Vivendo um bom momento, o setor tem se estabelecido em ações que agregam diferentes estratégias dos anunciantes. “Vejo o live marketing cada vez mais como protagonista da estratégia de comunicação das marcas, porque ele cumpre um papel fundamental que é gerar experiências que são compartilhadas e multiplicadas exponencialmente por PR e Social. Os resultados são cada vez mais mensuráveis e mostram de maneira muito consistente o retorno exponencial sobre o investimento”, vaticina.

 

“A área do live marketing que tem se destacado é aquela que ousou em falar de estratégias. Vejo o mercado muito aberto para soluções. Quando o live está conectado com entregas estratégicas de resultados em Social e PR, é realmente visto como agente estratégico. Recentemente, tivemos quatro entregas importantes dentro da Hands: Amstel District, Ocupação Rayban, Casa Conectada – Google e o lançamento do projeto Live Your Music, uma plataforma de música da Heineken, durante o MECAInhotim 2019”, comenta.

 

APRENDIZADO

Ao longo dos anos, Lenhard conta o que aprendeu de mais valioso em sua carreira. “Acredito que mais do que o que aprendemos, é o que fazemos com esse aprendizado, que são inúmeros.

O que a Hands vem fazendo como agente de transformação do mercado é estar à frente do tempo”, aponta.

 

“Vejo o setor se posicionando mal em relação à própria valorização. Claro que entendo que o cenário econômico não ajuda muito, mas vejo como um grande problema. São muitas agências e pessoas fazendo por qualquer valor, algo que acontece em todo o mercado.”

 

Para ele, a indústria da publicidade e o segmento de live marketing, ainda podem crescer muito. “Continuaremos com a nossa cultura. O mercado pode esperar da Hands essa atitude propositiva de olhar para o mundo e extrair dele oportunidades enormes, colocando marcas e pessoas em contato por meio de projetos de brand experience”, enfatiza.

 

CANNES

Pela primeira vez, Lenhard estará no júri de Cannes em 2019. Ele é um dos que estarão à frente da categoria Brand Experience & Activation. Mais 22 brasileiros também compõem o grupo de 285 jurados da edição 2019. 

 

“Fiquei muito feliz. Principalmente por ser um convite que foi feito para um líder de uma agência independente. Isso valoriza ainda mais o feito. O preparo veio por meio do prejulgamento que já fizemos pelo digital. Julgamos muitos cases. Já percebemos como estão as inscrições. Esse momento é um treinamento para chegarmos lá com o conhecimento para cada um”, finaliza.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações