Samsung: "O mercado de smartphones vive de inovação"

Loredana Sarcinella, diretora sênior de marketing da divisão de dispositivos móveis, fala sobre os desafios do segmento

O ano de 2019 será de muitas celebrações para a Samsung. Além de completar 80 anos de atuação no mundo, a marca comemora dez anos da linha Galaxy. No lançamento global de um dos seus smartphones premium, o Galaxy S10, que aconteceu na semana passada, em San Francisco, nos Estados Unidos, a companhia mostrou que sempre está em busca do que há de melhor em inovação e tecnologia para os consumidores. Nesta entrevista, Loredana Sarcinella, diretora sênior de marketing da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil, fala sobre os desafios do segmento para o futuro, estratégias de comunicação e revela detalhes dos quatro novos smartphones, entre eles, o Galaxy Fold, o primeiro celular com tela dobrável do mercado.

O fato de a Samsung ter conquistado o posto de maior anunciante do mundo coloca mais pressão nos negócios?

Ser o maior anunciante do mundo demonstra que a Samsung está trabalhando não somente na inovação de produtos, mas também no reposicionamento de marca. Isso reforça o posicionamento da companhia na comunicação e no quanto nós acreditamos nisso. A nossa assinatura global, Do What You Can’t, nos coloca mais pressão do que o fato de sermos o maior anunciante, pois queremos sempre dar novas ferramentas aos consumidores e empoderá-los com as últimas inovações.

Em 2019 a linha Galaxy completa dez anos de mercado, que balanço a companhia faz dessa trajetória?

Nos últimos dez anos a linha Galaxy se tornou uma marca forte. O mercado de smartphones cresceu e a Samsung se destacou bastante mundialmente, principalmente, no Brasil, onde se tornou uma subsidiária muito importante. A partir do Galaxy S7, o setor conseguiu observar uma maior consistência em inovação e no posicionamento da marca no segmento premium. Não somente com a linha S, mas também com o Galaxy Note. Já na linha A, trouxemos em janeiro deste ano o primeiro smartphone com quatro câmeras. Então, os produtos da linha Galaxy chegam com toda a inovação tecnológica, acompanhados de um bom trabalho de marca. Agora, vamos trazer uma evolução ainda maior para os consumidores. O mercado de smartphones vive de inovação.

A marca acaba de apresentar a campanha Samsung Galaxy: The Future. Como a companhia vê a evolução?

Nesta campanha não falamos dos dez anos que se passaram, pois essa não é a mentalidade da Samsung. O que fizemos ontem já foi. O pensamento agora é o que podemos entregar de novo, de diferente e tecnológico. A Samsung não descansa, não há zona de conforto. Com isso, vamos falar dos próximos dez anos. A trilha do filme, cantada por Doris Days, é maravilhosa e diz: O que será, será. Ela representa exatamente o futuro. Então, essa campanha inaugura os próximos dez anos de Galaxy e como a marca quer se posicionar. No filme, você consegue observar menções ao 5G, à internet das coisas, à realidade aumentada e à primeira tela dobrável da Samsung. Além disso, você percebe algo moderno em duas coisas: o rapaz interagindo com a tela, uma evolução do que você pode fazer com o touchscreen e um tatuador criando um desenho num tablet, com um robô realizando o trabalho. É o futuro. A Leo Burnett Tailor Made vai trabalhar toda a parte de always on da campanha.

O smartphone é o device do futuro ou algo novo ainda pode aparecer?

O smartphone continua sendo o device do futuro. Ele ainda vai evoluir muito e observamos isso pela tela dobrável, que traz uma alta tecnologia. Vemos também os wearables (acessórios) ganhando cada vez mais espaço nesse ecossistema. O celular vai funcionar como uma central para outros devices e terá um papel fundamental.

As tecnologias móveis como 5G, Inteligência artificial e realidade aumentada vão trazer cada vez mais benefícios para os usuários?

A Samsung acredita que a tecnologia precisa ser relevante e desenvolvida para facilitar a vida das pessoas. Queremos que elas usem a tecnologia para fazer novas inovações. Então, o 5G, a realidade aumentada e outras ferramentas chegam para isso. Quando pensamos em uma casa conectada queremos melhorar a vida do consumidor. Mas todo esse desenvolvimento está atrelado também ao trabalho que as operadoras estão realizando. Existe muita parceria entre as fabricantes e as operadoras para que este desenvolvimento aconteça simultaneamente. No Brasil ainda não possuímos esse serviço, mas a Samsung já apresenta o Galaxy S10 5G para os mercados que trabalham com essa tecnologia.

Nos últimos anos a marca vem apostando muito nas categorias premium e super premium. O consumidor responde a essa expectativa?

Os dados revelam que em 2017 foram vendidos cerca de 47 milhões de smartphones no Brasil. Este é um mercado gigantesco. O consumidor vem respondendo às nossas expectativas para essas categorias e nossos volumes só aumentam. Segundo pesquisa da IDC, a área de smartphones deve crescer 4% este ano e movimentar US$ 25,5 bilhões. Este avanço será puxado por celulares mais caros, que trazem novos benefícios aos consumidores. Então, continuamos observando esse mercado, mas também olhamos para a categoria de produtos de valor médio, na faixa entre R$ 1.100 e R$ 1.999. Esse é um grande filão que existe no Brasil. Os consumidores querem cada vez mais velocidade, melhores telas e soluções, então, investem um pouco mais. Este é comportamento muito forte principalmente entre os geeks, nerds e early adopters. Cerca de 33% da população está entre o público jovem e eles tendem a trocar mais de smartphones do que pessoas mais velhas.

A Samsung acaba de apresentar em San Francisco (EUA), o Galaxy S10 que, desta vez, chega em três versões. O que o consumidor pode esperar?

Desta vez apresentamos três versões da linha Galaxy S, o S10, S10 Plus e o S10e. Este último, nossa novidade, será uma versão inicial para aqueles consumidores que desejam entrar na linha S. Sua performance está em linha com as configurações que o S9 possui atualmente. As versões S10 e Plus chegam mais compactos, leves, com display cinematográfico, leitor biométrico embaixo do display na própria tela e um novo processador que trará uma melhor performance. O S10 chega com três câmeras traseiras e uma frontal; e o S10 Plus, com três câmeras traseiras e duas frontais. Um outro diferencial que vai surtir um efeito enorme no mercado é a bateria, pois ela é tão potente que você vai poder carregar outros telefones e devices apenas encostando um no outro.

Quais são as cores e a previsão de lançamento no Brasil?

Existem várias cores disponíveis dentro do nosso portfólio, mas traremos cores muito ligadas ao millenniuns e ao público jovem. Globalmente teremos nos três modelos as cores azul, branco, preto e verde. Para o S10e teremos uma versão especial em amarelo. No S10 Plus apresentaremos acabamentos cerâmicos em branco e preto. Sobre o lançamento no Brasil, ainda não temos uma data oficial, mas o pré-registro começou no último dia em 21.

A marca inaugura uma nova categoria para o Galaxy Fold, o seu primeiro smartphone de tela dobrável?

Ele é uma categoria híbrida, mas não apenas de duas e, sim, de várias coisas. Esse smartphone entra em um outro patamar de preço, afinal, ele traz uma inovação e tecnologia jamais antes vista. Ele possui uma tela dobrável que você pode colocar no bolso, sentar em cima e não vai quebrar. Quando você abre o smartphone não vê nenhuma emenda ou vinco. Esse produto vai posicionar a Samsung mais uma vez como uma empresa inovadora e pioneira.

Como a marca vai comunicar os lançamentos da linha Galaxy S?

Vamos trabalhar em todas as plataformas. Teremos campanhas e ações em todos os meios. Fechamos parceria com os programas Caldeirão do Huck, da Rede Globo, Masterchef, da Band e com os canais GNT, Multishow, E!, OFF e TNT. Estaremos presentes não só nos intervalos, mas também com conteúdos. Entre os influenciadores vamos trabalhar com o canal do YouTube Coisa de Nerd, com o jornalista Pedro Andrade, a atriz Giovanna Lancellotti, com o casal Rodrigo e Beta, Hugo Gloss e com a cantora Anitta. Vale ressaltar que teremos um grande trabalho no ponto de venda junto com os nossos parceiros e operadoras. Vamos ativar todas as lojas Samsung com displays de apresentação do Galaxy S10. Queremos levar a experiência de realidade aumentada para todos os consumidores.

O investimento em mídia aumentou?

A verba para a linha Galaxy cresceu. Em relação ao lançamento do S9 para o S10 subimos em 50% os nossos investimentos no digital. Cerca de 90% dos consumidores antes de comprar um smartphone passam pelo digital, mesmo que eles comprem na loja física. Para a mídia tradicional também aumentamos o investimento para o Galaxy S, porque é um dos nossos grandes lançamentos no ano.

O patrocínio em eventos também é uma plataforma importante?

Fechamos o patrocínio master com a premiação de música MTV Miaw 2019 e também estaremos presentes no Lollapalooza. A música é um pilar muito importante. Pesquisas demonstram que os consumidores que curtem eventos musicais, sejam eles de qualquer gênero, estão mais predispostos à marca. A Samsung este ano vai trabalhar melhor as comunidades. Então, por exemplo, em vez de falar de câmera e megapixel, iremos trabalhar com o hobby das pessoas, que é a fotografia.

O que mais a marca prepara para 2019?

Em 2019, a Samsung completa 80 anos de atuação no mundo e deveremos ter ações globais. Teremos também grandes lançamentos para o meio do ano. É um mercado que vive de inovação e de novos produtos. Em outros mercado é aceitável ter menos inovações, mas na categoria de celulares não. Evoluímos muito também em conteúdo e ele é inteligência. Sempre vai existir. A voz terá um papel cada vez maior neste mercado e já estamos observando isso. Voz é o futuro.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações