Avon prepara tradicional campanha para o Outubro Rosa

"Giro pela vida" tem como ponto alto roda gigante cor-de-rosa no Ibirapuera

Divulgação

Nascido nos Estados Unidos na década de 1990 para conscientizar a população feminina sobre a importância de realizar exames frequentes para detectar precocemente um possível câncer de mama – em seu estágio inicial, quando descoberto, tem mais de 90% de chances de cura –, o Outubro Rosa se popularizou. De lá para cá, uma série de ações são realizadas em diferentes partes do mundo, daquelas mais simples no Facebook, até aquelas que, de fato, reverberam em instituições dedicadas ao controle da doença. No Brasil, a Avon, por meio do Instituto Avon, já se prepara para dar início a sua campanha “Giro pela Vida”.

O ponto alto da ação consiste em uma roda gigante cor-de-rosa instalada no Parque do Ibirapuera, que volta este ano a partir do próximo dia 3. Além de iluminar o parque com o tom da campanha, a instalação aproxima o público do assunto. Para dar um giro no brinquedo, por exemplo, é preciso assistir a um vídeo sobre conscientização do Câncer de Mama e só então retirar o tíquete que dá direito ao “passeio”. Além disso, mulheres com mais de 40 anos que visitarem o espaço poderão realizar mamografia gratuita em uma carreta do Hospital de Câncer de Barretos estacionada no local.

A novidade para este ano está na parceria da Avon com a Olympikus, que se uniram e desenvolveram um tênis cor-de-rosa com o símbolo do câncer de mama na palmilha, como incentivo para a prática de atividades físicas. O modelo será vendido exclusivamente nos folhetos da Avon e arrecadará verba para a causa: R$ 10 de cada tênis do modelo vendido serão doados para a campanha contra o câncer de mama e investidos em projetos coordenados pelo Instituto Avon.

As ações do Instituto Avon pelo Outubro Rosa também serão realizadas em outras regiões do Brasil, com o apoio das consultoras da marca. No ano passado, a campanha conseguiu sensibilizar 300 mil pessoas, por meio de aproximadamente 600 mobilizações, entre pequenas, médias e grandes – para este ano, a expectativa é chegar a 700 mobilizações e, com isso, aumentar o público impactado.

No âmbito regional, uma das principais iniciativas do Instituto será o lançamento, no dia 6, de uma unidade móvel com mamógrafo em Ji-Paraná, em Rondônia. Segundo Lírio Cipriani, diretor-executivo do Instituto Avon, o único local que tem o aparelho na região do município é a capital Porto Velho, onde estradas precárias dificultam o acesso das mulheres das adjacências. “A unidade móvel vai ajudar as mulheres das redondezas a realizar os exames necessários”, comenta o executivo do Instituto, que investiu mais de R$ 2 milhões nesse projeto específico.

O câncer de mama e a violência contra a mulher são dois temas que recebem apoio do Instituto Avon durante todo o ano. No primeiro caso, mais de R$ 55 milhões já foram doados para 120 projetos voltados para iniciativas de detecção precoce do câncer de mama, como apoio a pesquisas, distribuição de materiais informativos, compra de equipamentos, entre outras ações. “O conceito de marketing relacionado à causa já é realizado pela Avon desde 2003. Nós nos orgulhamos em ser uma companhia voltada para a mulher, nos orgulhamos em empoderar nossas consultoras, e por isso optamos por apoiar duas causas de interesse delas. Nenhuma verba sai do Instituto Avon para outra causa além destas duas”, ressalta Cipriani.

MAHOGANY
Também adepta à causa do Outubro Rosa, a Mahogany lança, no próximo mês, a campanha Rosas de Outubro de 2015, com o mote “Mulher: uma boa causa”. Durante todo o mês, 1% das vendas dos produtos das linhas de rosas da marca será revertido para o projeto “De Bem com Você – A Beleza Contra o Câncer”.
O projeto apoiado pela Mahogany visa, por meio de oficinas de automaquiagem, ensinar técnicas e dicas de beleza a mulheres em tratamento oncológico em diversas fases e, assim, ajudá-las a manter e até mesmo melhorar a autoestima.

“Desde 2013 a campanha Rosas de Outubro faz parte do nosso calendário. Este ano pretendemos aumentar a arrecadação em pelo menos 30% em relação ao ano passado, quando foram vendidos mais de 36 mil itens”, diz Brian Drummond, gerente de marketing do Laboratório Sklean, empresa detentora da Mahogany.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações