Visa "veste" estações de metrô cariocas

Estratégia divulga novas formas de pagamento digital viabilizadas pela Visa e parcerias

A partir da próxima semana, todas as estações de Metrô do Rio de Janeiro estarão envelopadas com a nova comunicação - criada pela AlmapBBDO - que divulga uma ação inédita da Visa no Brasil e um passo importante do MetrôRio, empresa do grupo Invepar, no mundo digital. A concessionária passou a aceitar desde 29/4, em todas as suas 41 estações, o pagamento de passagens por meio de celular, cartão de crédito, pulseira e relógio com a tecnologia NFC (Near Field Communication), iniciativa desenvolvida junto com a Visa e que conta com parceria do Banco do Brasil, Bradesco e Cielo.

Com a nova forma de pagamento, o passageiro não vai mais precisar comprar ou recarregar um bilhete específico do metrô. Basta ir a um dos validadores sinalizados para o uso da nova tecnologia e aproximar o cartão de crédito pessoal ou o dispositivo móvel com a tecnologia NFC. A novidade vai permitir economia de tempo para o cliente e maior fluidez no embarque. A cobrança da tarifa será debitada diretamente na fatura, sem custo adicional ou taxas, ao final de cada dia de uso. Em um primeiro momento, somente os cartões de crédito da Visa estarão habilitados para utilização. Os clientes também podem usar seu cartão Visa em carteiras digitais como Apple Pay e Samsung Pay para conseguirem realizar o pagamento por aproximação.

O MetrôRio será a primeira operadora no mundo a usar a nova solução global Visa Secure Access Module (SAM), que permite a aceitação de qualquer cartão, celular ou dispositivo com a tecnologia de pagamento por aproximação, sem a necessidade de trocar sua atual infraestrutura de validadores. Esta solução, em teste desde o ano passado, foi desenvolvida em parceria com Planeta Informática, Ingenico Group e Digicon. A Cielo é a adquirente parceira na implementação do projeto nas catracas do metrô do Rio de Janeiro.

“Acreditamos que o uso da tecnologia de pagamentos por aproximação no metrô é uma oportunidade de digitalizar bilhões de transações de baixo valor, melhorando a experiência do passageiro e reduzindo despesas do transporte público”, afirma Fernando Teles, presidente da Visa do Brasil, empresa que vem trabalhando com bancos, fintechs e varejistas para massificar a distribuição e uso dos cartões por aproximação no Brasil.

Os pagamentos por aproximação estão substituindo principalmente o dinheiro. No Brasil, desde o final do ano passado, o número de pagamentos por aproximação chega a mais de 1 milhão de transações por mês. Já no Rio de Janeiro, o crescimento registrou uma alta de 2000% em um ano, segundo levantamento da Visa. O Banco do Brasil esteve entre os primeiros bancos do mundo a emitir cartões com tecnologia por aproximação, ainda em 2009, e pretende emitir mais de 5 milhões de cartões por aproximação só neste ano, aproveitando-se da maior disseminação dessa forma de pagamento. O projeto ainda teve a participação da Software Express, uma empresa da First Data, que foi responsável pelo roteamento e processamento das transações por aproximação.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações