Semana do Rock: bandas investem em licenciamento e marca própria

De papel higiênico a caixão, Ratos de Porão, Metallica e Iron Maiden estão entre os artistas que lucram com produtos

Marina Oliveira

Na cinebiografia “Legalize Já!”, que conta a história do início do Planet Hemp, Marcelo D2 aparece, ainda camelô nos anos 1990, vendendo camisetas de bandas como Dead Kennedys, Kiss, Ramones e Slayer no centro do Rio de Janeiro.  

De lá para cá, o artista passou do comércio de rua para o lançamento de produtos com sua própria marca. Em 2018, ele anunciou uma coleção colaborativa de street wear ao lado da Piet e da C&A. Intitulado “Amar é para os fortes”, o conjunto de moletons, blusas, bermudas e calçados ganhou o mesmo nome de seu último álbum.   

Reprodução
 

Outra banda que investiu em produtos licenciados foi o Guns N´Roses. Marcas como Funko e Knuckle Bonz têm autorização para criar os toy arts dos artistas.   

Já o baixista Duff McKagan afirmou em seu livro “É Tão Fácil ­ E Outras Mentiras”, que a lendária “Duff Beer”, da animação ‘Os Simpsons’, foi inspirada em seu nome.  

Divulgação

O Iron Maiden também sabe bem como aproveitar sua marca. Além da cerveja The Trooper, que leva o nome de uma de suas músicas, a banda anunciou no início desse ano uma parceria com o frigorífico britânico Alf Turner para o lançamento de uma linha de linguiças que leva carne de porco e a própria cerveja em sua composição.

Divulgação

Além disso, Bruce Dickinson também é piloto de avião e tem participação em empresas do setor aéreo.  

Fenômeno dos licenciamentos, o Kiss tem mais de três mil itens com sua marca. Em 2012, a banda fechou uma parceria com a Hello Kitty para diversos produtos. Foram criadas camisetas, canecas, bonecos de vinil e crachás com o rosto da boneca japonesa maquiada como os integrantes.

Mas o destaque da linha foi o papel higiênico, que contou com Mike Tyson no lançamento do produto em Las Vegas. Além disso, o Kiss também lançou uma linha de caixões.  

Divulgação

Em fevereiro, a empresa Funko anunciou a nova coleção de bonecos da banda. A edição 2019 da “Pop! Rocks” traz quatros integrantes, The Starchild, The Demon, The Spaceman, e The Catman, cada um com seus respectivos instrumentos.

 

Reprodução

O guitarrista brasileiro Marcinho Eiras também tem sua linha de instrumentos musicais.

Mas se você acha que licenciamento é coisa recente ou de banda consagrada, em 1986, no início de sua carreira, o Metallica fechou um acordo com a Zorlak Skateboards para produzir uma série de shapes com a marca da banda.  

Divulgação

Além disso, a banda também investiu no mercado de bebidas e no início desse ano lançou a cerveja Enter Night inspirada na letra do clássico “Enter Sandman”. Eles têm um acordo com a Vans para uma coleção de tênis com sua marca.  

Divulgação

Assim como o Aerosmith, o Metallica também lançou seu próprio jogo de vídeo game para a série Guitar Hero.

No Brasil, os Ratos de Porão também entraram na onda das cervejas artesanais e desenvolveram seu rótulo e uma caneca. Eles também têm uma linha de bonés, tênis e camisetas oficiais.

Reprodução

Além disso, o vocalista João Gordo é proprietário do “Central Panelaço”, espaço que abriga uma loja e restaurante na região do Bixiga, em São Paulo. Já o guitarrista Jão é sócio do “Underdog”, bar-restaurante na região de Pinheiros, também na capital.   

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações