Stalimir Vieira se posiciona

O colunista Stalimir Vieira se posicionou a respeito das críticas sobre o seu artigo "Assédio", publicado na edição 2674 do PROPMARK. Leia abaixo:

"Um personagem pra bater.

O artigo que circula essa semana na última página do PROPMARK - "Assédio" -, assinado por mim, está sendo necessariamente muito mal avaliado. Sinal de que funcionou. Totalmente ficcional, nele cada palavra foi pensada para causar incômodo. De maneira que, linha a linha, fosse sendo desenhada na mente de leitores e leitoras a figura desprezível do potencial assediador. A ideia de escrevê-lo nasceu logo após eu ter assistido a apresentação da pesquisa sobre assédio realizada pelo Grupo de Planejamento. Pensei comigo: escrevo mais um textinho simplório e oportunista para receber o aplauso fácil de uma dúzia de engajados? Não. Resolvi ir fundo na provocação e me travesti do "nojento". Para denunciá-lo, expô-lo, envergonhá-lo. Consegui. Uma pena que uma parte dos leitores tenha confundido o personagem com o articulista. Inclusive feito do ataque ao autor espécie de bandeira a ser compartilhada, dentro do padrão de fomento ao ódio típico das redes sociais. Por sorte tenho idade e tempo de profissão suficientes para ser dono de uma história de vida bastante conhecida. Para terminar, conto, agora como fato, que fui a pessoa a quem uma profissional de atendimento confiou para denunciar os assédios de seu chefe (eu era diretor de criação). Levei o caso à presidência e o sujeito foi devidamente demitido. Esse sou eu de verdade. O outro é só um personagem."

As matérias assinadas não representam necessariamente a opinião deste jornal.

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações