Antigo Egito ou Brasil. Quem ganha no quesito estrupício?

Ob-La-Di, Ob-La-Da

O livro bíblico do Êxodo narra as calamidades que o Deus de Israel lançou sobre o Egito a fim de convencer o Faraó a libertar os hebreus, mantidos escravos. O Faraó aceitou as divinas condições somente após passar por uma série de infortúnios.. 

A decisão levou ao êxodo do povo hebreu rumo a Canaã.

Mas e as pragas do Brasil nos dias de hoje? Superariam as desgraças coletivas relatadas no Antigo Testamento?

 

1) ÁGUA EM SANGUE

- A primeira praga foi a transformação de todas as águas do Egito em sangue.

 

- Com o desastre ecológico de Mariana e a Usina de Belo Monte, o Brasil supera, com vários corpos à frente, o desastre ecológico egípcio.

 

2) RÃS

- A grande multiplicação de rãs fez com que a deusa-perereca egípcia Heqet fosse desmoralizada.

 

- O gigantesco número de sapos que a população brasileira precisa engolir diariamente vence esta praga de longe.

 

3) PIOLHOS

- Arão estendeu seu bordão e feriu o pó da terra. O pó da terra transformou-se em piolhos que infestaram os homens e o gado.

 

- O mosquito Aedes aegypti, inoculador da dengue, chicungunha e febre amarela, causa flagelo ainda mais devastador que o dos piolhos.

 

4) MOSCAS

- A quarta praga consistia em enxames de moscas que infestaram todo o Egito.

 

- Já estamos cobertos de moscas desde 1500. Ponto para o Brasil.

 

5) CHUVA DE PEDRAS

- Foi fixado um tempo para que a chuva de pedras começasse a cair — caso o Faraó não se arrependesse e libertasse os hebreus. O aviso não foi considerado. A forte saraivada trouxe enormes estragos.

 

- Nas manifestações brasileiras, o número de tijolos, paus e balas de borracha trocadas entre a Tropa de Choque e os black-blocs é bem maior do que qualquer toró de pedras do mundo antigo.

 

6) GAFANHOTOS

- A praga dos gafanhotos destruiu toda a vegetação que havia sobrado da devastadora chuva de pedras. E demonstrou que o Deus de Israel tinha controle absoluto sobre todos os elementos da natureza.

 

- Brasil de novo na dianteira em relação ao Egito. O uso de transgênicos nas plantações verde-amarelas arrasa, não só quem consome a colheita, mas até os gafanhotos nacionais.

 

7) ESCURIDÃO TOTAL

- O Egito ficou em uma escuridão tão densa que não era possível enxergar as pessoas e o breu se estendeu por três dias.

 

- Ponto brasileiro com louvor. Falhas em Itaipu Binacional já deixaram 17 Estados e o Distrito Federal, além do Paraguai, totalmente nas trevas. Escuridão é um patrimônio brasuca.

 

CONCLUSÃO: Chupa, Egito!

 

 

*O propmark não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.

Receba nossa newsletter

editora referência

O PROPMARK é uma publicação da Editora Referência.
Conheça também nossas outras marcas, prêmios e eventos.

Prêmios e Eventos

Publicações