CCXP 2020: sem aglomerações pela segurança do público (Divulgação)

A CCXP anunciou nesta quinta-feira (16) que sua edição 2020 será 100% virtual.

Após a edição de 2019, que contou com 280 mil visitantes em quatro dias, a organização do evento previa uma edição histórica para 2020. No entanto, a pandemia do coronavírus impôs novos desafios.

Por entender que o evento traz visitantes de todo o Brasil, e que seria imprudente reunir um número tão grande de pessoas diante da situação atual, a CCXP fará um evento digital e global, que ganhou um nome e sobrenome especiais: CCXP Worlds: A Journey of Hope.

A decisão objetiva o bem-estar de todos os envolvidos na engenharia de fazer o megaevento acontecer – fãs, equipe, artistas convidados e todos que dão vida à CCXP.

Segundo o CEO da CCXP, Pierre Mantovani uma coisa é certa: “Não será uma simples live. Direcionamos todos os esforços para que cada parte da CCXP esteja presente na casa de milhares de pessoas, como um pedacinho da experiência, só que digital. E justamente por ser digital, pela primeira vez na história, teremos um evento de escala global para a indústria do entretenimento.”

“Vamos investir toda a nossa capacidade criativa e o alcance da nossa comunicação para trazer uma pauta positiva e construir um lugar para nos encontrarmos e para compartilhar o que cada um tem de melhor. Essa jornada de esperança busca um mundo mais justo, com oportunidades igualitárias e mais sustentável“, diz Marcelo Forlani, head de cultura, diversidade e pertencimento da Omelete Company.

A partir do dia 25 de agosto, detalhes sobre o evento serão revelados. Nesta data, a CCXP realizará uma coletiva virtual para a imprensa e, em seguida, também começará a detalhar o evento em seus canais proprietários. Outras informações serão divulgadas em breve no site oficial do evento, nas redes sociais.

Publicidade