O ano está terminando e é hora de relembrar fatos marcantes. Com a popularização cada vez maior da internet no país, os memes possuem um papel primordial em nosso comportamento. Em 2019, eles roubaram a cena.

PROPMARK relembra abaixo os mais marcantes e como as marcas tiraram proveito dos assuntos.

Caneta Azul

O hit “Caneta Azul, Azul Caneta” foi um dos virais do ano. Composição do maranhense Manoel Gomes, a música tomou conta da internet e atingiu milhões de views no YouTube desde que o vídeo foi publicado. Obviamente, as marcas resolveram aproveitar. Com a chegada do ENEM e a necessidade de divulgar a cor adequada de caneta para fazer a prova, a Tilibra, em parceria com a Talent Marcel, decidiu aproveitar o buzz em torno do assunto para alertar os estudantes.

Seu Armando

“Eu tô desde 5h45 da manhã mandando foto e vídeo no seu privado, Seu Armando, mostrando a minha real situação porque hoje não fui trabalhar. Você conhece Belford Roxo quando chove, Seu Armando? Aí você vai no grupo e fala pra todo mundo ouvir que eu sou um funcionário preguiçoso com medo de pegar chuvinha?  Vai tomar no **!”, diz um dos áudios mais compartilhados de 2019.

Apesar de fake, o desabafo fez sucesso na internet. As marcas, obviamente, pegaram carona. Exemplos? Os posts abaixo de Netflix e da cerveja Rio Carioca:

Para de encher saco de farinha e vem beber uma Cerveja Rio Carioca!#riocarioca #cervejariocarioca #onzevinteum

Posted by Cerveja Rio Carioca on Wednesday, April 10, 2019

Bettina

“Oi. Meu nome é Bettina, eu tenho 22 anos e um milhão e 42 mil reais de patrimônio acumulado”: a frase virou meme instantâneo.

O relato de Bettina Rudolph fez sucesso na web. Posteriormente, a Empiricus pediu desculpas pela campanha e anunciou uma reformulação. À época da polêmica, marcas como 99 aproveitaram o meme:

Três reais

Tudo aconteceu durante uma entrevista no programa da Globo “É de Casa”, quando a artesã Raquel Motta do Amaral respondeu a apresentadora Ana Furtado sobre os custos das carteiras que confeccionava: R$ 3. Três reais. Sim, três reais. O vídeo ganhou versões em que a moça repetia os valores, enquanto Ana não escondia o espanto.

Relembre:

O McDonald’s não perdeu tempo e, num filme assinado pela DPZ&T, transformou o vídeo em anúncio. Tudo para promover as casquinhas da marca.

A TIM, numa comunicação criada pela Havas+, também aproveitou o meme:

This represents Brazil more than soccer and samba

O meme “this represents Brazil more than soccer and samba” roubou a cena no Twitter. Uma busca pela frase na plataforma mostra que o humor dos usuários anda em dia. A brincadeira, obviamente, consiste em mostrar o que representa o Brasil de uma maneira mais significativa que o samba e o futebol. Algumas marcas aproveitaram a onda.

Juntos e shallow now

A cantora Paula Fernandes anunciou que iria gravar uma versão brasileira da canção “Shallow”. O remake foi aprovado pela própria Lady Gaga e contou ainda com Luan Santana para interpretar as estrofes originalmente cantadas por Bradley Cooper.

Marcas como o Burger King aproveitaram a repercussão:

#MorreUmaEstrela e nasce um rei. #PartiuBK juntos. Ah, e shallow now claro!BKAcessível: Em cima de uma mesa de madeira…

Posted by Burger King Brasil on Friday, May 17, 2019

Jenifer

A música gravada pelo saudoso Gabriel Diniz fez sucesso e viralizou no começo de 2019.

A Coca-Cola foi rápida e entrou na brincadeira. A empresa usou seu perfil no Instagram para divulgar a personalização das garrafinhas: “O nome dela está em todo lugar. Até na garrafa de Coca-Cola”.

A marca também fez post em seu perfil no Twitter. A agência David assina a ação.

Outros memes como o Amada, Olokinho meu, Faria Limers, entre outros, não entraram tanto no radar das marcas, mas também marcaram 2019.