Não fique desatualizado. Receba novidades no seu e-mail

Editorial

O retorno

O mercado publicitário brasileiro (agências, produtoras e afins) está pronto para reabrir suas portas e retornar ao trabalho normal, com…

Boa dose de astúcia

Devido à Covid-19, o Cannes Lions 2020 não pôde ser realizado na forma tradicional, que coincidiria com a semana que…

O Brasil perdido

Nestes 55 anos de PROPMARK, comemorados no dia 21 de maio último, não nos foi dado a ver o Brasil…

Medicina, resguardo e publicidade

Mais que nunca, temos de acreditar na ciência dos nossos doutores médicos para o combate a esse vírus estranho, que…

Chamada com atraso para o ano 56

Com cerca de 50 páginas (até aqui) de anúncios de grandes marcas, prestigiando mais um aniversário do PROPMARK (agora são…

55 anos

Adiamos por mais uma semana nossa edição especial de aniversário, com o PROPMARK já tendo comemorado seu aniversário de 55…

Briga de principiantes

As desavenças políticas entre o presidente da República e o governador do estado mais forte da federação brasileira têm causado…

A era do gelo

Qualquer governante do Executivo (país, estado e município) que pegasse essa verdadeira bomba que é o coronavírus estaria 24 horas…

Morbidez

A demora do governo paulista em prever o fim da quarentena da sociedade, no embate com esse duríssimo e pouco…

Chegou a hora

“Há pelo menos duas grandes verdades nesse jogo de xadrez: Bolsonaro não pode mais continuar após o episódio da saída de Moro e Mourão, repetimos, reúne todas as qualidades para ser o presidente da República”

O presidente está perdido

O país está sendo levado de roldão nessa questão do novo coronavírus, por várias visíveis razões: primeiro, porque a praga…

Problemas brasileiros

São muitos e difíceis de enumerá-los, numa época em que não param de crescer. Mesmo assim, temos de acreditar em…

O título é seu

“Já apregoamos neste espaço, em nossa última edição, que melhor seria o presidente renunciar, passando o bastão para o seu vice Mourão”

Tormentas

Sem publicidade, não há esperança em uma sociedade que se habituou a mover-se por ela